Política Nacional 03/09/2017 – Jornal A Gazeta

Política Nacional 03/09/2017

Sindicatos criados em 2017 superam soma de países
Vários países de tradição na área não conseguem superar o Brasil em número de sindicatos. Só nos primeiros oito meses de 2017 foram criados 215 no Brasil, segundo o Ministério do Trabalho, que autoriza a farra. O País soma hoje 17.288 sindicatos, correspondentes a mais de 90% de todos os sindicatos no mundo. Nos Estados Unidos, são 191 e no Reino Unido, berço das lutas trabalhistas, 152. Na Dinamarca, 18.

Negócio rentável
Virou negócio rentável: os 17 mil sindicatos brasileiros rateiam R$3 bilhões do “imposto sindical” extraído do salário dos trabalhadores.

Novos milionários
O faturamento milionário explica a criação de tantos sindicatos. E Lula vetou a última tentativa do Congresso de obrigá-los a prestar contas.

Aristocracia sindical
A maioria dos sindicatos é controlada pela CUT, do PT, que só de imposto sindical fatura R$ 60 milhões por ano. Sem dar satisfações.

Fontes de renda
Trabalhadores rurais contribuíram com R$12 milhões para sindicatos, em 2016. Trabalhadores urbanos contribuíram cem vezes mais.

Mulheres encarceradas são ‘invisíveis’ no Brasil
É gritante a invisibilidade da mulher presa, no País: de todas as 1.420 unidades prisionais brasileiras, apenas sete são exclusivamente femininas, e pior: todas regionais. Para a maioria das detentas, presídios regionais significam distância da família, falta de apoio material e afetivo dos parentes. Em dois anos, o número de mulheres presas passou de 44.721, o que representa 19,6% de crescimento.

População expressiva
O Brasil tem o maior número de mulheres presas. “É assustador”, diz a Irmã Petra Pfaller coordenadora nacional para a questão das presas.

A família
sustenta o preso
A distância dos familiares torna o cumprimento da pena ainda mais duro, diz a Irmã Petra: “É a família que sustenta o preso”.

Bonzinhos não são
Tem méritos a denúncia de ativistas como Irmã Petra, mas é preciso não perder de vista que homens e mulheres presos cometeram crimes.

Onde the rocks
O senador Ciro Nogueira (PP-PI) gastou R$28.096,05 (e foi ressarcido) só com passagens aéreas para participar de “workshop de consumo inteligente e responsável de bebidas alcoólicas”, que durou três dias.

Kakay gostou
O advogado Antonio Carlos de Almeida Castro elogiou o parecer “técnico e bem fundamentado” do Ministério Público Federal isentando o banqueiro André Esteves. “A Justiça está sendo feita”, afirma.

Sem chances
Após a estratégia inútil de insultar quem o investiga e julga, em vez de responder juridicamente às graves acusação de corrupção, Lula trouxe um advogado inglês ao Brasil para atacar a Justiça.

Adversário escolhido
Quando xinga o pré-candidato Jair Bolsonaro, Lula tenta polarizar para fazer dele o principal adversário. A avaliação no PT é que a melhor chance de Lula será uma disputa em segundo turno contra o deputado.

Você banca o banco
O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) tomou R$29,1 bilhões em empréstimos do Tesouro Nacional, em 2016. Cada centavo foi retirado do bolso do contribuinte.

Números da receita
Servidores contribuíram com 5% (ou R$138,4 milhões) dos R$3 bilhões arrecadados em 2016 por sindicatos e rentáveis lojas do tipo. Os outros 95% da dinheirama saíram do bolso do trabalhador do setor privado.

Onde começa a corrupção
Usuários TIM Beta ganham pontos quanto mais usarem redes sociais. Quanto mais pontos, mais vantagens, como convites. Para fraudar o plano, usuários brasileiros criam perfis falsos na internet para “inflar” a própria pontuação e ganhar muitos convites. Que depois são vendidos.

É primavera
A Câmara dos Deputados realizou licitação para comprar cerca de 50 arranjos florais de até um metro de comprimento, com e sem cachepô, por R$ 16,3 mil. Há ainda a previsão de mais quatro coroas fúnebres.

Pensando bem…
…o PSDB até ia dar o grito de independência do governo, só não o fará porque o 7 de setembro caiu num feriado.

“As pessoas não gostam de ser punidas”
Ministro Luís Barroso (STF) ao elogiar
momento de ‘combate à impunidade’ no Brasil

Assuntos desta notícia