“A marcha da insensatez” – Jornal A Gazeta

“A marcha da insensatez”

Foi uma grande operação essa realizada pela Polícia do Acre, em conjunto com as do Amazonas e Mato Grosso, que resultou na prisão de mais de 50 traficantes, entre os quais donos de duas empresas que serviam de fachada, mas não se pode ter ilusões de que o narcotráfico teria sido eliminado.
Segundo as próprias autoridades de segurança reconhecem, o problema é mais grave e somente com um Plano Unificado de Segurança Nacional, com a participação da Polícia Federal e do próprio Exército, devidamente amparado por recursos técnicos e financeiros, se lograria resultados mais incisivos e duradouros.
Porém, mesmo com a criminalidade fugindo do controle do poder público em estados maiores como o Rio de Janeiro, o Governo Federal continua omisso e um dos seus ministros, Carlos Marum, da Secretaria de Governo, teve o desplante, o deboche de afirmar que o Governo Federal não vai “puxar para si” a responsabilidade pela segurança pública no país.
Como bem assinalou o senador Jorge Viana, “é a marcha da insensatez” que tomou conta deste país com o atual Governo imposto pelo golpe parlamentar que está gerando o caos e essa situação de calamidade pública devido ao aumento da criminalidade,
O que indigna e revolta é que não se ouve uma declaração das autoridades maiores do Poder Judiciário sobre essa tragédia e se prestam ainda, em solenidades, a sentar-se ao lado de um presidente acusado de todo tipo de corrupção.

Assuntos desta notícia