Acreano pagará menos pela energia elétrica a partir de setembro – Jornal A Gazeta

Acreano pagará menos pela energia elétrica a partir de setembro

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) confirmou que a bandeira tarifária vai passar de vermelha para amarela em setembro. A mudança começa a valer no dia 1º de setembro e vai reduzir a cobrança de R$ 3 para R$ 2 a cada kWh consumido. A decisão oficial deve ser anunciada nos próximos dias.

Em nota, o órgão explicou que a mudança tarifária se deu devido à melhora das condições hidrológicas nas regiões Sul e Sudeste. No Acre, mais de 180 mil consumidores irão pagar mais barato pela energia elétrica.

“Segundo o relatório do Programa Mensal de Operações (PMO) do Operador Nacional do Sistema (ONS), o valor da usina termina mais cara em operação é de R$ 411,92/MWh, o que determinou a redução da bandeira vermelha para amarela”, diz o texto.

As bandeiras tarifárias oscilam de acordo com a quantidade de chuva, que influencia no volume de água para geração hidrelétrica. “Conforme o custo de geração de energia vai diminuindo, essas bandeiras tarifárias também vão baixando.”, explicou o explicou o assistente da Diretoria Comercial da Eletrobrás Distribuição Acre, Danilo Klein.

Para o vendedor Joabes Silva, de 32 anos, a redução veio em boa hora já que em agosto ele pagou mais caro pela energia elétrica. O valor subiu de R$ 152 para R$ 240. “Tentei economizar o máximo, mas mesmo assim ainda paguei quase R$ 100 a mais na conta de luz”.

O que é bandeira tarifária?

A bandeira tarifária não é um custo extra na conta de luz. Elas apenas mostram, mês a mês, o custo de geração de energia elétrica no país, valor que é repassado aos consumidores.

As bandeiras funcionam da seguinte forma: as cores verde, amarela ou vermelha indicam se a energia custará mais ou menos devido as condições de geração de energia. Dessa forma a conta de luz fica mais transparente, e o consumidor saberá como usar de forma mais consciente a eletricidade.

 

Assuntos desta notícia