Acreanos sonham em ganhar a Mega da Virada – Jornal A Gazeta

Acreanos sonham em ganhar a Mega da Virada

Quem nunca sonhou em ganhar na loteria e realizar os sonhos mais absurdos? Imagina a possibilidade de começar 2018 com R$ 280 milhões na conta? Pois é exatamente esse valor que a Mega-Sena da Virada vai pagar para quem acertar os seis números que serão sorteados no dia 31 de dezembro.

As apostas já podem ser feitas nas lotéricas de todo o país. A aposta simples custa apenas R$ 3,50 e pode ser feita nos volantes especiais da Mega da Virada ou nos volantes comuns da Mega-Sena.

A aposentada Maria do Rosário Gomes, não perdeu tempo e já fez a fezinha. “Só ganha quem aposta. Não adianta sonhar em ganhar e não jogar. Se ganhasse iria ajudar minha família e aproveitar o tempo que me resta viajando”, comentou.

A Mega da Virada foi criada em 2008 e apenas neste mesmo ano não teve ganhador. A partir de 2009, teve no mínimo dois e no máximo seis vencedores.

Eventos considerados raros na natureza são mais prováveis de acontecer do que uma pessoa ganhar sozinha na Mega da Virada com uma única aposta. A probabilidade de ser atacado por um tubarão é 158 vezes maior do que levar os cerca de R$ 280 milhões para o Ano Novo. De ser mãe de quádruplos é de 2.500 vezes e de um avião se chocar com um pássaro é 13,7 milhões de vezes mais.

A probabilidade de acertar as seis dezenas da Mega-Sena com uma única aposta é sempre a mesma: de aproximadamente 1 em 50  milhões, ou seja, 0,000002%.

Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 17.517,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.

O Acre ainda não teve acertadores da Mega da Virada. São Paulo é o estado com mais ganhadores. Os prêmios saíram para as cidades de Santa Rita do Passa Quatro (2009), Mauá (2011), Franca (2012), São Paulo (2012 e 2014) e Cerquilho (2015). O Estado é também o maior vencedor da Mega-Sena.

Quer uma dica na hora de escolher os números? As dezenas mais sorteadas na Mega da Virada foram o 36 (3 vezes) e 02, 05, 10, 11, 20, 51, 53 e 56 (2 vezes cada um).

O técnico em informática, Francisco Medeiros, confessa ter apego a alguns números na hora de fazer a aposta. “Geralmente faço duas apostas. Uma com números que sempre jogo. E outra com números diferentes. Vai que dá certo?!”, comentou.

Confira outras informações sobre a Mega da Virada, além de algumas curiosidades da premiação

  1. Se o prêmio não for resgatado?

O ganhador tem 90 dias para retirar o prêmio. Caso não apareça, os valores são integralmente destinados ao FIES, o Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior.

  1. Sem lembrança

Assim que conferido e efetuado o pagamento, o bilhete premiado é inutilizado – e o vencedor não pode guardar como lembrança. Melhor garantir e tirar uma selfie com seu bilhete da sorte antes.

  1. Quanto tempo leva para receber o prêmio?

Depende do valor. Para prêmios de até R$ 1.903,98, o ganhador pode ir a uma lotérica ou agência da Caixa e já sair com a grana na mão.

Os prêmios acima de R$ 1.903,98 são pagos exclusivamente nas agências da Caixa. Ao se apresentar em uma delas, o vencedor já pode sair com seu dinheiro. Valores iguais ou acima de R$ 10 mil são pagos após 2 dias da apresentação do ganhador na agência da Caixa.

  1. Formas de recebimento

Existem quatro maneiras de receber o prêmio: crédito em conta, cheque administrativo, transferência eletrônica ou em espécie.

  1. Sem sonegação

A Caixa providencia a Declaração de Acréscimo Patrimonial, que servirá para fins de Declaração de Imposto de Renda. Ela também notifica a Receita Federal com os dados do vencedor do prêmio nos casos em que é necessário fazer a declaração.

  1. Nome no verso

O prêmio só é pago à pessoa que tiver o nome completo e CPF anotados no verso do bilhete premiado. As informações necessárias são: nome completo, número do documento de identificação e CPF. Dessa forma, o apostador garante que ninguém mais retire o prêmio.

  1. Todo cuidado é pouco

O papel para impressão dos bilhetes é térmico de alta sensibilidade. Ele tem uma camada especial, na cor branca, que impede a degeneração da imagem impressa e preserva os dados impressos por no mínimo cinco anos.

Ainda assim, é preciso tomar alguns cuidados: evitar exposição do papel à luz do sol, lâmpadas fluorescentes, fontes de calor, umidade excessiva e óleo ou outros produtos químicos.

 

Assuntos desta notícia