Aprovação do Estatuto ainda gera ataques verbais aos vereadores de Rio Branco – Jornal A Gazeta

Aprovação do Estatuto ainda gera ataques verbais aos vereadores de Rio Branco

 

O vereador Artêmio Costa (PSB), em pronunciamento na sessão de quinta-feira, 12, na Câmara de Rio Branco, lamentou a repercussão negativa nas redes sociais sobre o PL que institui o Estatuto da Família. Ele classificou como “mentirosas” as informações que ainda estão sendo veiculadas pelos grupos contrários à aprovação da proposta.

“Infelizmente, nós vereadores que votamos favoráveis ao Estatuto, temos sido vítimas de mentiras nas redes sociais. Dizem que a matéria suprime direitos. Isso não é verdade. A matéria trata tão somente sobre a família. No afã de maldizer e prejudicar os outros, levanta-se falso. Lamentável esse tipo de atitude”, disse Costa.

Artêmio lembrou que desde o dia da votação tem sido chamado de assassino e homofóbico. “Tenho sofrido ataques de todos os tipos, inclusive, até de assassino fui chamado. Eu pergunto: quem eu matei? Me ofendem, mas não admitem o quanto estão sendo intolerantes”, frisou.

O socialista chegou a comentar sobre a postagem feita pelo vereador Rodrigo Forneck (PT) na qual relata que as famílias anaparentais estariam sendo excluídas na matéria. Ele reiterou que a proposta não exclui ninguém.

O vereador Rodrigo Forneck (PT), que votou contrário à aprovação da proposta, não se furtou do debate. Ele lamentou os ataques nas redes sociais aos colegas de parlamento e frisou que não compactua com nenhum tipo de agressão.

“Da minha parte vocês jamais observarão qualquer mensagem, qualquer posição que queira manchar a imagem ou distorcer a posição de um vereador. Eu repudio isso de quem faz contra mim ou contra os outros.”

Quanto à postagem feita por ele nas redes sociais, Forneck frisou que o comentário foi baseado no texto do Estatuto. “O que eu postei não foi que as avós estão fora do estatuto, que tios ou sobrinhos também estejam, nada disso. O que postei foi com base no artigo 2º da lei que institui o Estatuto da Família. É na clareza da lei que vemos que ela não inclui núcleos familiares que são compostos, por exemplo, avós com netos, tios com sobrinhos, padrinhos com afilhados, inclusive uniões homo afetivas”.

Disse mais: “Não é uma postagem mentirosa. Não trabalho com mentiras para empurrar goela abaixo como sendo uma verdade. Essa prática é muito comum na política, porém, não é algo que eu faça”.

Forneck disse ainda que também tem sido vítima de ataques. “Assim como Vossas Excelências reclamam que estão sofrendo agressões na internet, agora mesmo recebi uma imagem que foi espalhada em alguns grupos me chamando de defensor dos homossexuais e contra a família. Defendo homossexual sim e sem nenhum problema. Defendo qualquer tipo de família”, disse o vereador. Por fim, Rodrigo ‘pregou’ o fim a intolerância nos debates.

Artêmio Costa( FOTO/ ASCOM CMRB)
Rodrigo Forneck
Assuntos desta notícia