Assim deve ser

Postado em 16/02/2017 23:57:34

Com uma ação estratégica das forças de segurança e a prisão de mais de dez suspeitos, foram registradas na noite de quarta-feira apenas três tentativas de novos ataques a ônibus e a outros pontos a mando das famigeradas facções criminosas, restabelecendo-se assim um pouco mais de tranquilidade para a sociedade.

É a história de sempre: quando há determinação política dos governantes em combater, sem trégua, a criminalidade, colocando a polícia nas ruas, sempre funciona. No caso, tanto o governador Tião Viana quanto os gestores da Segurança da Segurança Pública deixaram claro que não vão dar trégua ao crime organizado e que os criminosos serão combatidos e tratados com o rigor da lei.

Pode até ser que essas facções voltem a atacar, novamente, mas, diferentemente, de outros estados, onde promoveram verdadeiros banhos de sangue, aqui não terão trégua e assim deve ser. É preciso acabar com essa história de que são uns “coitadinhos”. São foras-da-lei, criminosos e como tal devem ser tratados.
Não se ignora que se trata de um problema social e político. E se essas facções estão estabelecendo seus tentáculos em estados da região Norte, deve-se justamente à omissão do Governo Federal, que tem a obrigação primeira e constitucional de vigiar as fronteiras para combater o narcotráfico e outros crimes correlatos.

editorial

Oportuna e necessária

 

De todo oportuna e necessária esta operação deflagrada ontem pela Polícia Federal e a Controladoria geral da União (CGU) para apurar desvios de recursos federais praticados por uma organização criminosa destinados às populações indígenas do Alto Purus. Faltou apenas dar nomes aos suspeitos. Oportuna e necessária, porque há muitos anos que ...

Leia mais...

clima

Rio Branco - AC
agazetanofacebook