Basta jiriquita

Postado em 04/02/2016 15:11:41

Estamos vivendo mais um ano de muitas coisas sem nexo, falácias, picuinhas, disse me disse, arengas, “azunhadas” e sim, estou me referindo a mais um ano de campanhas eleitorais, período onde tudo que não é passa a ser. Onde temos os bons e os maus, mas ninguém presta. O primeiro a ir pro paredão é a imprensa.

Somos generalizados e chamados de muitas coisas, vendidos, pelegos, baba ovo entre outras coisas. Desde que me entendo por gente e profissional, sempre busquei me afastar desses tipos de titulações. Valorizo minha consciência tranquila e não posso admitir que ofendam a mim e outros colegas da mesma linha de pensamento.

Surgiu um período eleitoral, logo os senhores de grande moral apontam o dedo para os outros. Nesse período que me profissionalizei enquanto acadêmico até chegar a ser representante de uma categoria sindical, ouvi e vi muitos absurdos. Os mesmos que apontam o dedo para nos hoje, são aqueles que um dia ofereceram a tão famosa jiriquita (propina).

Uma categoria de profissionais não pode ser acusada de tais desvios de caráter. Em todas as profissões existem os bons e os ruins. Por que devemos ser comparados? A prostituição da comunicação já começa no parlamento, que não sabe ouvir criticas e só quer flores como qualquer outra diva. Por que os tais justiceiros não colocam a cara na imprensa e preferem usar os jornalistas como bucha de canhão?

O que mais tenho ouvido nesta semana, é que a culpa do que existe de ruim no país, só se deve exclusivamente a imprensa. E aquele escândalo de apropriação de recursos públicos que o jornalista fez, não serve de nada?! Aquela senhora que foi expulsa da casa com seus cinco filhos e quem os ajudou só soube pela imprensa, isso também não serve?

Assessoria de imprensa é um profissional que tem o objetivo de mostrar o lado bom de empresas, pessoas e entidades. São jornalistas igualmente com quem está trabalhando no sol. A única coisa que os diferencia são os salários. Se alguns confundem o seu papel como profissional e militante, os demais nada têm a ver com isso.

Os bons lamentam que não suportam a maneira como uma minoria tenta viabilizar somente os seus interesses e deixa o da maioria de lado, vítimas de praticas incomuns. Respeito de haver com todos. Se quisermos mudar essas histórias relacionadas às denuncias, vamos aprender a votar e reconhecer nossa parcela de culpa ao errar nisso.

* Victor Augusto (Bombomzão) é jornalista.
E-mail: Victor.ojornalista@gmail.com

editorial

Uma boa medida

 

Como este jornal mostrou na edição de domingo, pelo menos, aqui, no Estado, as autoridades de segurança estão tomando medidas para evitar as chacinas que vêm se sucedendo em diversos estados com as disputas entre as famigeradas facções e, ao mesmo tempo, prevenindo e combatendo a criminalidade aqui fora com ...

Leia mais...

clima

Rio Branco - AC
agazetanofacebook