Evandro Ferreira – Página: 3 – Jornal A Gazeta
  • Reservas extrativistas hoje, florestas vazias amanhã (I)

    Em 1992 o biólogo americano Kent Redford publicou na Revista BioScience (vol.42, n°.6, p. 412-422) um artigo intitulado “The Empty Forest” (Floresta vazia) no qual nos alertava, usando um trocadilho em inglês, do seguinte: “We must notlet a forestfulloftreesfoolusintobelievingalliswell”. Uma tradução da frase resulta em...

  • A ocorrência de florestas estacionais no Acre

    Os livros didáticos e mesmo o Zoneamento Ecológico do Estado (ZEE) classificam todas as florestas acreanas como sendo do tipo tropical úmida, ou seja, tecnicamente nossas florestas são, para essas publicações, ‘ombrófilas’. Essa palavra de origem grega significa ‘amigo das chuvas’ e sugere que nossas...

  • A fumaça das queimadas e a saúde de crianças e idosos na Amazônia

    Nos últimos anos é cada vez mais evidente que os prejuízos decorrentes da derrubada e queima de florestas na Amazônia não se restringem apenas às perdas materiais e ambientais. A fumaça produzida pelas queimadas libera uma grande quantidade de material particulado na atmosfera que prejudica...

  • Que efeitos secas severas e frequentes causarão às nossas florestas?

    Um artigo científico publicado em 2015 mostrou que as mudanças climáticas globais poderão aumentar a frequência tanto de secas quanto de chuvas extremas na Amazônia antes do ano de 2050 (Duffy e outros, 2015). Segundo o estudo as áreas afetadas por secas extremas no oeste...

  • ‘Campestres’ ou clareiras naturais no meio da floresta

    Quem já teve a oportunidade de caminhar na ‘mata virgem’ amazônica, longe dos lugares onde a destruição causada pelo homem é evidente, ou como dizem os nossos caboclos, ‘nas matas do centro da floresta’ onde o homem raramente consegue chegar, com certeza já encontrou, uma...

  • QUANDO O RIO ACRE IRÁ SECAR DURANTE O VERÃO AMAZÔNICO?

    Em dezembro de 2014 havíamos publicado um artigo neste jornal ‘A Gazeta’ no qual questionávamos se o final do rio Acre era inexorável. Um ano e meio depois, estamos a testemunhar uma seca inédita do nosso rio que, infelizmente, corrobora o que havíamos comentado naquele...

  • A região MAAP ou como o futuro já chegou à Região MAP (Final)*

    Dado à atual situação global é possível esperar uma intensificação das secas e das chuvas na região MAP. Lewis e colegas (2011) notaram que as secas severas de 2005 e 2010 tiveram seus epicentros na Região MAP. Os incêndios florestais que acompanharam a seca de...

  • Diversidade e potencial econômico de Palmeiras da Amazônia Brasileira

    As palmeiras ainda são uma das famílias botânicas mais importantes da Amazônia em razão de sua ampla distribuição, abundância nos mais diversos ecossistemas existentes na região e, principalmente, da diversidade de usos e importância sociocultural e econômica que um grande número de espécies nativas. Esta...

  • A presença do bambu afeta o potencial de uso de espécies ‘não madeireiras’ nas florestas acreanas?

    No Acre estima-se que 59% das florestas nativas têm o bambu (várias espécies do gênero Guadua) como oelemento principal ou secundário do subosque. No sudoeste da Amazônia, no Brasil (Acre e Amazonas), Peru e Bolívia, as florestas com bambuocupam aproximadamente 161 mil km².A extensão média...

  • As abelhas africanizadas ‘não invadiram’ a amazônia

    Tenho certeza de que muitos de vocês já assistiram um ou outro filme sensacionalista feito em Hollywood no qual abelhas desempenham o papel de ‘assassinas’ dos humanos com quem contracenam. De uma maneira geral esses filmes mostram corretamente que as tais ‘abelhas assassinas’ são invariavelmente...