EDITORIAL – Página: 30 – Jornal A Gazeta
  • Desumana e covarde

    Depois do show midiático patrocinado, na semana passada, pelos procuradores de Justiça da Operação Lava-jato, que ficou para a história com a frase de que “não há provas, temos convicção” sobre a denúncia contra o ex-presidente Lula, ontem foi a vez do juiz da mesma...

  • Prevaleceu o bom senso

    Prevaleceu o bom senso e a maioria dos deputados aprovou ontem projeto de lei que autoriza o Governo do Estado a utilizar dos depósitos judiciais para pagar dívidas diversas.   Leia mais

  • Nunca é demais

    Embora o número de acidentes no trânsito com vítimas tenha diminuído, segundo os dados oficiais, nunca é demais insistir na educação e conscientização de motoristas e pedestres, como se propõe o Detran com mais uma Semana do Trânsito, lançada ontem.   Leia mais

  • Até às últimas consequências

    A polícia fez a sua parte denunciando e prendendo acusados de pertencer à facção criminosa Comando Vermelho, entre eles assessores do deputado federal Wherles Rocha e o deputado, por sua vez, deu as suas explicações. Isso, entretanto, não basta.   Leia mais

  • Vida que segue

    Com o impeachment ou golpe consumados a vida segue e é preciso que as instituições, os governantes, a classe política retomem as suas atribuições para resolver a crise econômica e política que, ao contrário do que apregoavam, continua a se agravar e a castigar a sociedade brasileira.   Leia mais

  • Das piores safras

    As prisões desses três prefeitos do interior efetuadas ontem pela Polícia Federal,  acusados de corrupção, devem servir de alerta aos moradores não só desses municípios, mas de todos os demais sobre os candidatos que irão eleger daqui praticamente a duas semanas.   Leia mais

  • De prefeito a presidiário

    A prisão do ex-prefeito de Sena Madureira, Nilson Areal, pode até ter sido repentina na tarde da última segunda. No entanto, o fato não causa estranheza nenhuma devido ao histórico do ex-gestor, bem como suas ‘lutas’ (se é que se pode chamar assim) de longa data com magistrados.   Leia mais

  • Nada a comemorar

    A bem da verdade, não há o que comemorar com a cassação do presidente da Câmara Federal, deputado Eduardo Cunha, que se dava como certa ontem à noite.   Leia mais

  • Qual é o limite?

    Mais um policial foi morto, vítima de tentativa de assalto a uma casa de carne no Conjunto Esperança. Mesmo sem reagir, o 3º sargento da PM, Jean de Oliveira Menezes, 40 anos, foi friamente assassinado. E a reposta foi rápida. A polícia perseguiu os acusados e matou um deles por atirar contra as guarnições. Vendo …   Leia mais

  • O grande desafio

    Esses dados divulgados ontem que colocam o Acre nos primeiros lugares, tanto a nível nacional como na região Norte, no chamado ensino fundamental, segundo o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), devem ser comemorados e, sobretudo, valorizados não só pelo Governo do Estado, mas por toda a sociedade.   Leia mais