Espaço do leitor – Jornal A Gazeta
  • Banco do amor

    Quando estamos na busca daquela pessoa que te faça sentir uma sensação diferente no estômago, vale de tudo um pouco e apelar até para as mandingas, como colocar o coitado do Santo Antônio de castigo. Se bem que se eu for comparar minha busca com...

  • Dezembro e seus fins de ciclo – II

    Recebi esta semana um e-mail de uma leitora me perguntando como conciliar a agenda do fim do ano sem enlouquecer. “Tenho sobrevivido aos dezembros de minha vida com um misto de alegria e exaustão. Amo ir às festas das crianças: da escola, do inglês, da...

  • Ninguém mais fala de amor

    Ninguém mais fala do casal apaixonado namorando na praça, da gravidez dos recém-casados, da pessoa que fez uma doação por amor. Ninguém mais fala de esperança ou sorte. Ninguém mais sorri ao sentir o cheiro de café sendo preparado. Ninguém mais se alegra com a...

  • Cotidiano

    Sair de casa em Rio Branco tem se tornado uma verdadeira saga. Se tem carro, deve-se ter cuidado com o trânsito e muito cuidado onde vai estacionar, mesmo que seja em estacionamento particular. A chance de você chegar e perceber que seu veículo foi violado...

  • Que amor é esse?

    Mais um fim de ano chegou e com ele aquele clima agradável de confraternização e troca de presentes e sentimentos de generosidade mais aumentados que o de costume. São onze meses de amor mais ou menos que resultam em um mês de um super amor...

  • Dezembro e seus fins de ciclo – I

    Recebi esta semana um e-mail de uma leitora me perguntando como conciliar a agenda do fim do ano sem enlouquecer. “Tenho sobrevivido aos dezembros de minha vida com um misto de alegria e exaustão. Amo ir às festas das crianças: da escola, do inglês, da...

  • Triste colocação

    E lá se foram 16 dias de ativismo pelas mulheres, com excelentes iniciativas sobre o respeito aos direitos femininos e a tão sonhada igualdade entre gêneros. Tudo seria perfeito se nossa sociedade ao menos se inclinasse a escutar esse clamor. Mas o contrário insiste em...

  • “Nunca vou precisar disso na vida”

    Quantas vezes seu filho repetiu as mesmas reclamações que você fazia quando criança? Aposto meu dedo mindinho que a frase mais ouvida por quem tem filhos em idade escolar nas semanas de provas é: “Para que tenho de estudar se nunca vou precisar disso na...

  • Então a vida é isso mesmo?

    Então lhes parece razoável que a vida seja essa sucessão interminável de dias que amanhecem para que os entreguemos, quase inteiros, quase todos, a essa eminente atividade chamada trabalho remunerado? Que a gente não possa desfrutar do sol das manhãs como bem entender? Que sejamos...

  • Indignação

    Só quem passa pela situação é que sabe o que sente. Então aqui, eu vou tentar, embora eu ache que não vá conseguir, explicar o sentimento de decepção e indignação para com a atual situação do brasileiro, pobre e sem instrução que tenta matar um...