Domingo – TIAGO MARTINELLO – Página: 25 – Jornal A Gazeta
  • Que novela mais chata!

    Nossa, mas que coisa demorada essa aprovação ou não do novo código florestal. É sessão sobre sessão e só o que se tem de resultado é: a votação foi adiada pra próxima semana. Suspensezinho mais sem graça! É certo que se trata de uma decisão...

  • Que novela mais chata!

    Nossa, mas que coisa demorada essa aprovação ou não do novo código florestal. É sessão sobre sessão e só o que se tem de resultado é: a votação foi adiada pra próxima semana. Suspensezinho mais sem graça! É certo que se trata de uma decisão...

  • Deus ajuda o motorista que madruga

    Há certos preceitos que parecem bobagem. Mas apesar de muitos não quererem segui-los, isso não os torna menos práticos. No trânsito de Rio Branco, a quantidade exagerada de veículos nas ruas deixaram a cidade pequena e acabou criando condições diferentes de como era no passado....

  • Deus ajuda o motorista que madruga

    Há certos preceitos que parecem bobagem. Mas apesar de muitos não quererem segui-los, isso não os torna menos práticos. No trânsito de Rio Branco, a quantidade exagerada de veículos nas ruas deixaram a cidade pequena e acabou criando condições diferentes de como era no passado....

  • Deus ajuda o motorista que madruga

    Há certos preceitos que parecem bobagem. Mas apesar de muitos não quererem segui-los, isso não os torna menos práticos. No trânsito de Rio Branco, a quantidade exagerada de veículos nas ruas deixaram a cidade pequena e acabou criando condições diferentes de como era no passado....

  • Agora sim vou me sentar na varanda lá na frente de casa

    Baixou, Baixou, Baixou! Com esta comprovada redução de 52% no índice de homicídios (ou assassinatos, como vovô preferia chamar) do Estado e de 50% na minha querida Rio Branco, agora sim já dá pra voltar a colocar as cadeiras de plástico lá na varanda da...

  • Agora sim vou me sentar na varanda lá na frente de casa

    Baixou, Baixou, Baixou! Com esta comprovada redução de 52% no índice de homicídios (ou assassinatos, como vovô preferia chamar) do Estado e de 50% na minha querida Rio Branco, agora sim já dá pra voltar a colocar as cadeiras de plástico lá na varanda da...

  • “Mamãe, não quero voltar para casa”

    Há certas cenas que ficam marcadas em nossas vidas. Podem acontecer do nada. E às vezes podem vir em ocasiões em que estamos mais suscetíveis. Ou ainda quando mais resumem o atual momento de nossas vidas. Nossos felizes acertos e infortunados erros! Podem ser alegres...

  • “Mamãe, não quero voltar para casa”

    Há certas cenas que ficam marcadas em nossas vidas. Podem acontecer do nada. E às vezes podem vir em ocasiões em que estamos mais suscetíveis. Ou ainda quando mais resumem o atual momento de nossas vidas. Nossos felizes acertos e infortunados erros! Podem ser alegres...

  • O salto

    É estranho como tudo se trata de escolhas. Bem ou mal. Preto ou branco. Certo ou errado. Na maio-ria das vezes, nos surgem alternativas que mudam toda a nossa vida. Mas como saber qual delas é a correta? Foi neste dilema que caiu o herói...