Coluna Golaço – 17.01.2018 – Jornal A Gazeta

Coluna Golaço – 17.01.2018

Fim da abstinência
Tudo bem que o futebol europeu não parou nos últimos 45 dias. Tudo bem que existem as peladas de fim de ano com os craques do passado e do presente. Tudo bem que a Copa São Paulo de Futebol Júnior nos mostra o futuro do ludopédio nacional… Mas fala sério, leitor, nada melhor do que ver o time do coração entrar em campo para mais uma temporada, não é mesmo? Como de costume, os enfadonhos estaduais abrem o calendário do futebol profissional no Brasil. Neste ano, por causa da Copa do Mundo, eles chegam mais cedo.

Campeonato Paulista
O regulamento do Paulistão é menos sinistro: são quatro grupos com quatro equipes cada, que enfrentam apenas adversários das outras chaves em turno único. Os dois melhores de cada grupo avançam às quartas de final. Nesta quarta-feira, 17, às 16h30, o São Paulo encara o São Bento, fora de casa. No mesmo horário, o Santos visita o Linense. O Corinthians começa a luta pelo bicampeonato contra a Ponte Preta, às 18h45, em sua Arena. Por fim, na quinta-feira, 18, às 16h30, o Palmeiras recebe o Santo André.

Campeonato Gaúcho
No Rio Grande do Sul, o sistema de disputa é o de pontos corridos. Os oito primeiros classificam-se às quartas de final. O Grêmio tem como adversário da estreia o São Luiz, nesta quarta-feira, às 18h45, na cidade de Ijuí. Já o Inter faz as honras da casa para o Veranópolis, na quinta-feira, 18, às 18h*. Apesar do protagonismo da dupla Gre-Nal, o Gaúchão costuma nos presentear com boas surpresas. No ano passado, por exemplo, o Novo Hamburgo derrotou o Internacional e ficou com a taça.

Campeonato Carioca
O Flamengo, atual campeão, estreia contra o Volta Redonda nesta quarta-feira, 17, às 18h45*, no Raulino de Oliveira. Mais cedo, às 14h30*, o Fluminense inicia sua caminhada no estadual diante do Boavista, em Bacaxá. O Vasco recebe o Bangu no São Januário, na quinta-feira, às 16h30*. Lembrando que Flamengo e Vasco estão no Grupo B, enquanto Botafogo e Fluminense são protagonistas do Grupo C. A competição terá dois turnos (Taça Guanabara e Taça Rio) com o mesmo regulamento do ano passado, ou seja, há o risco da repetição da bizarrice do campeão estadual não ter levantando nem a Taça Guanabara, muito menos a Taça Rio. Em 2017, o campeão do 1° turno foi o Fluminense, enquanto o Vasco conquistou o título do 2° turno. Porém, o campeão foi o Flamengo. Uma genialidade ímpar.

Mineiro
Pelas bandas de Minas Gerais, o campeonato também segue a fórmula do Rio Grande do Sul: pontos corridos com a classificação dos oito melhores às quartas de final. O Cruzeiro inicia sua caminhada contra o Tupi nesta quarta-feira, 18, às 18h45, no Mineirão. Quem come pelas beiradas, como um bom mineiro, é o América/MG, que abre sua participação no estadual diante do Patrocinense, também na quarta-feira, às 16h30, no Independência. O Atlético/MG entra em campo na quinta-feira, 18, às 16h30, para enfrentar o Boa Esporte, no Municipal de Varginha.

Meio-campo dos sonhos
A chegada de Gustavo Scarpa ao Palmeiras coloca o meio-campo do clube em altíssimo nível. Scarpa chega para juntar-se a Lucas Lima e Dudu. Nada mais, nada menos, do que os três melhores em passes para gol no Brasileirão nas últimas temporadas. Resta saber se William (Bigode), o criticado Borja e o deficiente Deyverson vão aproveitar a enxurrada de oportunidades.

A elitização do futebol chegou ao Acre
Nas andanças pelas ruas de Rio Branco, não é difícil ouvir críticas em relação ao preço do ingresso divulgado pela diretoria do Atlético Acreano para o duelo com o xará Atlético Mineiro na Copa do Brasil, no dia 7 de fevereiro. Cobrar R$ 80, na atual situação, é no mínimo um desrespeito com o torcedor atleticano e acreano. Até mesmo a meia-entrada (R$ 40) está longe da realidade local. Para se ter uma ideia, o ingresso cobrado para assistir o jogo na Arena da Floresta está no patamar do valor médio cobrado pelos clubes brasileiros na Libertadores 2017. Pelo visto, teremos mais uma partida com pouco público. É uma pena.

Assuntos desta notícia