Coluna Política Local – 03.03.2018 – Jornal A Gazeta

Coluna Política Local – 03.03.2018

Clima tenso
A reunião realizada na última quinta-feira na sede regional do DEM serviu apenas para acirrar ainda mais os ânimos dentro do partido. O presidente da sigla, Tião Bocalom voltou a defender a manutenção da pré-candidatura do militar Ulysses Araújo ao Governo do Estado. Claro que isso não agradou a boa parcela dos dirigentes.

Indicando o vice
Muitos dirigentes democratas avaliam que é mais positivo indicar o vice na chapa majoritária da oposição do que lançar uma candidatura própria.

Não tem força
Ainda que seja um nome bem aceito entre os eleitores, o Cel. Ulysses não é visto por muitos democratas como um político que tenha força o suficiente para derrotar Gladson Cameli (PP) ou Marcus Alexandre (PP).

Em Brasília
Por estar em Brasília, o deputado federal Alan Rick (DEM) não participou da reunião.

Brigados
Causou estranheza a reunião ter sido realizada sem a presença de Alan, tendo em vista que ele faz parte da ordem do dia. Isso mostra que o clima entre ele e Bocalon não anda nada bem.

Alan no jogo
A única certeza que se tem é que esse assunto terá a palavra final vindo de Brasília. Ainda que a sigla tenha decidido temporariamente manter a pré-candidatura de Ulysses, Agripino Maia, presidente nacional do DEM, ainda não deu seu aval. Portanto, Alan Rick ainda está no jogo e pode ser indicado como vice de Cameli.

Vai anunciar o vice
Gladson Cameli (PP) confirmou que no dia 16 de fevereiro vai anunciar o nome de seu vice na disputa ao Governo do Estado.

Gladson disse
“Quem quiser vir conosco, que venha. Quem não quiser, tudo bem. E eu não estou brincando quando digo que a chapa será anunciada no dia 16 deste mês, logo depois do Carnaval”, disse Gladson Cameli.

Preferido
Cameli admite que Alan é o preferido da maioria dos partidos que integram a aliança, mas a indicação dele depende única e exclusivamente do DEM.

Não foi ele I
Em reportagem a um site local, Gladson desmentiu a informação dada por Bocalom de que teria sido ele o responsável pelo vazamento do áudio do senador Agripino Maia, presidente nacional do DEM, no qual disse que o partido não tem interesse em candidatura própria ao governo.

Não foi ele II
“Não vazei áudio do senador Agripino, meu colega de parlamento e a quem tenho muito respeito”, garantiu. “E também não compactuo com qualquer medida que passe por cima das decisões das executivas regionais”, disse Gladson.

Títulos definitivos
O governador Tião Viana entregou ontem, 2, para 500 famílias do bairro Conjunto Esperança III, em Rio Branco, os títulos definitivos de sua propriedade. Cerca de 45.155 mil títulos definitivos de propriedades urbanas e rurais já foram entregues em todo o Acre, entre 2011 e fevereiro deste ano. A expectativa é chegar até o final de 2018 com 60 mil títulos entregues.

Governador
“A gente construiu um ambiente de titulação urbana, com famílias tendo assegurado seu direito à propriedade, a um bem de herança e a constituir aquilo que é sagrado na vida das pessoas”, declarou Tião Viana.

Produção agrícola
O Governo do Estado entregou na última quinta-feira, 1º, para 33 produtores, em Acrelândia, dois kits – um para produção de hortaliças e outro para produção de farinha de mandioca -, além de 84 equipamentos (roçadeiras e pulverizadores) para o preparo da área e mais de 26 mil mudas de plantas frutíferas.

Fortalecendo
A entrega desses equipamentos visa fomentar a criação de uma Unidade de Referência, em Acrelândia, em produção da horticultura, atendendo o Plano Agrícola do Município, que reúne todos os investimentos e ações programados para os anos de 2017 e 2018 em cada município.

Investimentos
Somente em Acrelândia, o governo vem investindo R$ 1,8 milhão no fortalecimento das cadeias produtivas da borracha, mel, horticultura, pecuária leiteira, piscicultura e fruticultura, contemplando 424 agricultores familiares.

Participação do governo
De acordo com o deputado estadual, Lourival Marques, o município é hoje um dos maiores produtores agrícolas do Estado. Ele ressalta a participação do governador Tião Viana em disponibilizar equipamentos, capacitações e subsídios juntamente com bancos parceiros para que essas famílias tenham créditos para investir.

O deputado
“Estamos estudando a possibilidade de implantar um sistema de irrigação em um hectare de terra de cada produtor e também a reforma e ampliação da Companhia de Armazéns Gerais e Entrepostos do Acre, setor especializado em armazenamento e estocagem de grãos e sementes”, disse Lourival Marques.

Assuntos desta notícia