Coluna Política Local – 07/12/2017 – Jornal A Gazeta

Coluna Política Local – 07/12/2017

Críticas
A fala do líder do governo na Aleac, deputado Daniel Zen (PT), acerca da aprovação na CCJR do anteprojeto que “possibilita” a demissão dos servidores do Pró-Saúde repercutiu na Câmara de Rio Branco. Alguns vereadores questionaram os motivos que levaram o petista a se mostrar contrário ao resultado. Tentaram até atribuir uma rusga entre o parlamentar e os servidores. Fato que não existe.

Coerente
O vereador Jackson Ramos (PT) saiu em defesa do colega de partido e esclareceu que a opinião externada por Zen foi do ponto de vista jurídico. A matéria aprovada possui vícios. Uma fala coerente e no sentido de evitar problemas futuros para a classe.

Não tem sentido
O PMDB não tem motivo para estar insatisfeito com a escolha do médico Eduardo Veloso (PSDB) para a vaga de vice na chapa majoritária da oposição. Já foram comtemplados com a indicação de Marcio Bittar (PMDB) na disputa ao Senado. O que querem mais?

Pode mudar
O presidente da sigla, deputado Flaviano Melo, em nota, argumenta que a “insatisfação” da sigla é porque a indicação do vice pelo PSDB não estava no acordo firmado e anunciado há alguns meses pelo presidente do PP, José Bestene. Defende que o debate seja feito somente no próximo ano.

No próximo ano
O PSD, do senador Sérgio Petecão também apoia a tese de que o debate sobre o vice deve ser adiado até o próximo ano.

Sempre será assim
Tanto faz anunciar o nome do vice de Gladson Cameli agora ou somente em 2018. Sempre terá um oposicionista para reclamar da escolha do nome ou do partido que indicou. Se for se importar com a opinião de alguns dirigentes, o progressista não sairá do lugar.

É o que dizem
E quanto a Eduardo Veloso (PSDB), há quem diga que a escolha partiu diretamente de Cameli. O PSDB apenas acomodou o rapaz na legenda. Conjecturas.

Enquanto isso…
O prefeito Marcus Alexandre (PT) segue construindo positivamente sua candidatura. Esse é um dos pontos positivos da FPA. Podem até discordar de determinados posicionamentos, mas o debate ocorre a quatro paredes. O desgaste acaba sendo menor.

Ele disse
O prefeito de Senador Guiomard, André Maia, confirmou que estuda a possibilidade de apoiar a candidatura de Marcus Alexandre ao governo do Acre. Seu foco está no que é melhor para o município do qual é gestor, bem como sua reeleição. A falta de apoio de seus pares tem sido o motivo principal de caminhar nessa direção.

Produtividade I
Bons projetos foram aprovados na Câmara de Rio Branco na sessão de ontem, 6. Entre eles destaco o do vereador Mamed Dankar (PT), que proporciona a criação de uma Farmácia Solidária na Capital. Outro destaque é o PL de Jackson Ramos, que cria medidas de incentivo à doação de medula óssea.

Produtividade II
Sem dúvidas os vereadores de Rio Branco concluem o primeiro ano legislativo positivamente. Muitas matérias relevantes foram aprovadas ao longo do ano. Sem falar os debates ocorridos na Casa. Em muitos momentos, o parlamento municipal se sobressaiu ao estadual.

Destaques
Destaco os vereadores Mamed Dankar (PT), Eduardo Farias (PCdoB), Rodrigo Forneck (PT), Emerson Jarude (Livres), Jackson Ramos (PT) e Artemio Costa.

Oposição
Na oposição, os vereadores Roberto Duarte e Lene Petecão, ambos do PMDB, foram os mais combativos.

Pede para sair
A gestão desastrosa de Marilete Vitorino não se restringe apenas ao município de Tarauacá. Já tem prefeito pedindo para sair da Associação dos Municípios do Acre (Amac) por estarem desacreditados de suas ações. Colhendo o que plantaram.

Foi bom
Uma coisa não se pode negar: o prefeito Marcus Alexandre geriu com muito equilíbrio a Amac. Enquanto esteve à frente da associação não se ouviu reclamações.

Sem noção
O debate em torno de uma possível candidatura do apresentador global Luciano Huck à Presidência da República só comprova que o Brasil anda mal das pernas.

Brigando por ele
Depois de anunciar que não seria mais o “salvador da pátria” da nação brasileira, o global passou a ser alvo de disputa entre os prováveis candidatos. Todo mundo querendo se dar bem às custas da popularidade de Huck.

Apoiando ela
Recentemente, o apresentador citou a acreana Marina Silva (Rede) como detentora de seu possível apoio. Mas, Alckmin também está no jogo.

Assuntos desta notícia