Coluna Política Local – 10.01.2017 – Jornal A Gazeta

Coluna Política Local – 10.01.2017

Juntos na disputa
Corre nos bastidores a notícia de que o partido da ex-ministra Marina Silva, o Rede Sustentabilidade, poderá se juntar ao PRTB para fortalecer a candidatura de Minoru Kinpara ao Senado. As conversas seguem firme entre as duas siglas.

Indicação da Rede
Caso a aliança seja consumada, caberá também à Rede indicar o vice do PRTB na disputa ao governo do Acre, cujo pré-candidato é o jovem locutor Lyra Xapuri.

É candidato
Enganou-se quem pensou que o ex-candidato a prefeito de Rio Branco, Carlos Gomes, ficaria de fora da eleição de 2018. Ele disputará uma das oito vagas da Câmara Federal. Preparo e qualificação ele tem de sobra, portanto, sua presença em Brasília seria importante para nosso Estado.

Disputa complicada
A aliança entre o PRB e o Podemos para a disputa na Aleac deve ser bem trabalhada, pois o resultado poderá não ser o desejado. Com quatro parlamentares na jogada já se vislumbra que dois deles ou três poderão ficar sem mandato.

Os candidatos
A união entre as duas siglas traz Juliana Rodrigues e André da Droga Vale, ambos do PRB, Raimundinho da Saúde e Josa da Farmácia, dos dois do Podemos. No momento, aposto minhas fichas na reeleição da deputada Juliana Rodrigues e Raimundinho da Saúde.

Bem isso
O cenário muda de figura se as duas siglas apresentarem um quadro mais encorpado de candidatos. Como bem disse meu colega Luiz Carlos Moreira Jorge “é uma chapa que tem cabeça, mas se não tiver o resto do corpo, com candidatos bucha de canhão, tem balsa no porto”. Assino embaixo.

Tem muita chance
Presença do ex-deputado Luiz Tchê, do PDT, na disputa ao parlamento estadual tem preocupado alguns pretensos candidatos dentro da sigla. Todos comungam da opinião de que ele será um dos eleitos. De uma coisa não tenho dúvida: será o principal puxador de votos.

Caindo fora do PDT
Cresce os rumores de que o secretário Henry Nogueira deixará o PDT e se filiará em um partido menor para disputar umas das vagas na Aleac. Tenta viabilizar sua candidatura. Por ora, apenas conjecturas.

Calcanhar de Aquiles
A aprovação da lei que tira da Câmara de Rio Branco a responsabilidade de discutir a passagem de ônibus sem dúvida será o calcanhar de Aquiles dos vereadores da base que pretendem concorrer a uma vaga na Aleac. Alguns candidatos pela oposição já prometeram que irão refrescar a memória da população quanto ao assunto.

Caldo engrossou
A chapinha dos partidos nanicos da FPA continua firme e forte. Se depender do PRB continuará assim durante muito tempo. Corre nos bastidores que o presidente municipal da sigla, vereador Manuel Marcus, reafirmou que o partido não participará do chapão com o PT. Se assim tiver que ser, prefere deixar a coligação

Certíssimo
Manuel Marcos está certo quando argumenta que em primeiro lugar vem o partido. Sem parlamentares eleitos, a sigla tende a enfraquecer. O crescimento do PRB no último ano lhe credenciou a desejar ser mais do que apenas escada para outras legendas.

Correto
Esta Coluna parabeniza o juiz Leonardo da Costa Couceiro, da 4ª Vara Federal de Niterói (RJ), que em liminar impediu a posse de Cristiane Brasil para ser ministra do Trabalho. Em que pese a importância do cargo, o mesmo deve ser ocupado por uma pessoa idônea, o que não é o caso da indicada, tendo em vista que já foi até condenada por não cumprir as leis trabalhistas.

Decisão do magistrado
Em seu despacho, o magistrado destacou ter verificado “fragrante desrespeito à Constituição Federal no que se refere à moralidade administrativa”, quando se pretendeu nomear para o cargo de ministro do Trabalho “pessoa que já teria sido condenada em reclamações trabalhistas”.

Judicializaram a questão
E já que estamos falando da política nacional, ganhou destaque nos jornais online a notícia de que lideranças do PT da Câmara e do Senado entraram com uma representação contra a TV Globo e contra os apresentadores da emissora Luciano Huck e Fausto Silva, no TSE, acusando-os de “abuso dos meios de comunicação e de poder econômico”.

Entendimento deles
As lideranças petistas no Congresso entendem que a aparição de Huck no programa do Faustão no último domingo, 7, caracteriza propaganda eleitoral fora de época a favor de Huck e pede que ele seja considerado inelegível por essa razão.

Desnecessário
Em que pese o apresentador Luciano Huck ter afirmado que não será candidato a Presidência da República neste ano, injustificável o posicionamento dessas lideranças. A democracia nos permite externar opiniões e o que Huck fez foi exatamente isso. Nada demais.

Assuntos desta notícia