Coluna Política Local – 11/11/2017 – Jornal A Gazeta

Coluna Política Local – 11/11/2017

Cabra macho
A notícia da saída do senador Tasso Jereissati da presidência nacional do PSDB não agradou em nada o deputado federal Major Rocha, presidente da sigla no Acre. Ele atribui o fato a um golpe arquitetado pelo Planalto com o aval do tucano Aécio Neves.

A vergonha do PSDB
“O senador Aécio Neves envergonha o nosso partido mais uma vez. Chegou a hora de ele deixar o PSDB”, disse Rocha.

Também concordam
Após o pronunciamento de Rocha, outros parlamentares do partido passaram também a criticar a postura do presidente da legenda. Enfim, Aécio Neves retornou ao comando do partido, mas sob o olhar desconfiado dos principais dirigentes da sigla.

Afastamento
Aécio volta à presidência do PSDB após um período afastado por conta da divulgação de uma gravação na qual foi flagrado pedindo propina ao dono da JBS.

E agora?
Depois de ‘ferir de morte a democracia brasileira’, Aécio conseguiu também a proeza de destruir a sigla com outro golpe. E a pergunta que fica é: quem juntará os cacos do PSDB?

Golpista
E pensar que até um tempo desses muitos brasileiros reivindicavam a Presidência da República a ele. Ainda bem que as máscaras sempre caem.

Bolsonaro no Acre
Já circula nos bastidores que o pré-candidato à Presidência da República, Jair Bolsonaro, aterrissa nas terras de Galvez em março de 2018. Participará do lançamento da candidatura do Coronel Ulysses ao Governo do Estado.

Na Aleac
As declarações do deputado Luiz Gonzaga (PSDB) sobre o superintendente do Dnit, Thiago Caetano, movimentaram os debates na Aleac nesta semana. Gonzaga falou e reafirmou o que quis, só não deixou claro se manteria a convocação de Caetano ao parlamento acreano para prestar esclarecimentos sobre a BR-364.

Pode acontecer
Não será surpresa nenhuma se o deputado Éber Machado (PSDC) anunciar qualquer dia desses que será candidato a reeleição. Já foram tantas informações desencontradas sobre a sua pretensão de concorrer a uma vaga na Câmara Federal que, quando se noticia algo novo, duvida-se se a informação procede.

Recuperando a ponte
Deputado Antonio Pedro (DEM) pediu ao Governo do Estado que recupere a ponte que liga Brasileia e Epitaciolândia. Relatou essa semana que a população anda com medo de fazer a travessia, devido à precariedade do local.

Porque mesmo?
O PMDB cobra que o DEM apoie a candidatura de Márcio Bittar ao Senado, bem como formalize uma aliança na disputa à Câmara Federal. Em 2016, os peemedebistas, sem dó nem piedade, recusaram o nome de Bocalom como vice de Eliane Sinhasique na disputa à Prefeitura de Rio Branco. Agora, diante da recusa dos democratas, o PMDB se mostra indignado. Que ironia!

Sem chance
A possibilidade de o PDT deixar a FPA, caso não consiga emplacar a chapinha, na disputa a Câmara Federal, é zero. Se fizer isso perderá a indicação a vaga de vice na chapa majoritária. Quanto à chapinha, essa é uma causa perdida. Questão de tempo para se desintegrar.

Continua
O dirigente do PRB, Diego Rodrigues, chegou também a anunciar que a sigla deixaria a FPA caso tentassem implodir a chapinha. Não boto fé.

Nem aí
O senador Sérgio Petecão (PSD) não anda muito interessado nas pesquisas de intenções de voto. Ele frisa que pesquisas não elegem ninguém. Seu foco está em visitar seus eleitores. Não deixa de ter razão.

De olho
Na eleição de 2018, todas as atenções estarão voltadas para o PCdoB. O partido terá a oportunidade de reconquistar vagas perdidas na última eleição. Qualquer passo em falso pode colocar em risco o futuro do partido que já não anda em uma fase muito boa.

Estratégias I
O ex-presidente Lula está traçando uma estratégia bem diferente a de seus adversários para as eleições do ano que vem. Enquanto alguns partidos estão preocupados com a inserção dos candidatos no Nordeste, Lula não tem este problema, por ser um nome forte, principalmente, por lá.

Estratégias II
Um vice empresário para o petista já foi ventilado. Além de um nome do setor, outro que já foi ventilado é um quadro jovem, moderno e com ares de renovação. Talvez por isso haja petistas que apostem em Manuela D’Ávila.

Ver para crer
Por falar na disputa à Presidência da República, alguns analistas políticos acreditam que nem Lula, nem Bolsonaro conseguirão um resultado positivo na disputa. O futuro presidente será um candidato de centro-direita é o que eles acreditam. Muita água ainda rolará debaixo dessa ponte.

Assuntos desta notícia