Coluna Política Local – 14/11/2017 – Jornal A Gazeta

Coluna Política Local – 14/11/2017

Aparenta empolgação
O Coronel Ulysses (Patriotas) aparenta estar realmente empolgado com a sua pré-candidatura ao governo do Acre. Recentemente, durante entrevista a um site local, disse que vai passar como um rolo compressor na candidatura de Marcus Alexandre (PT) e Gladson Cameli (PP) ao governo em 2018.

Precipitado
Se vai mesmo atropelar as outras candidaturas só o eleitor pode dizer, mas, levando-se em consideração o resultado das pesquisas de intenções de votos, é pouco provável que ele consiga arrancar a vitória das mãos de Marcus ou Gladson. Mas está no seu direito de falar o que quiser.

Novo presidente
O ex-deputado federal Fernando Melo assume a presidência do PROS e coloca fim aos rumores de que o partido migraria para a oposição. Uma de suas missões à frente da sigla é eleger um deputado federal. Nos bastidores, já se fala que ele provavelmente será o candidato pelo partido.

Começando os trabalhos
O novo dirigente partidário informa que o primeiro passo é iniciar as negociações para participar na parte institucional do PROS. Nos próximos dias, Melo estará indo a Brasília para conversar com o presidente Eurípedes Junior e saber qual a estratégia nacional para as eleições em 2018.

No jogo
Não procede a informação de que a vereadora Elzinha Mendonça irá reforçar a chapa do PDT na disputa à Câmara Federal. Ela já declarou que o seu foco está em concluir seu mandato de vereadora.

Isso aí
Considero acertada a decisão de Elzinha em não se envolver no pleito federal. A disputa será acirradíssima. Dessa forma, terá que tirar o foco de seu mandato para trabalhar arduamente em sua candidatura. Corre o risco de chegar ao final de todo o processo bastante fragilizada.

Brigados
As rusgas entre PMDB e DEM cresce a cada dia. O motivo: a chapa própria dos democratas à Câmara Federal. Os peemedebistas ainda não engoliram o fato de terem sido esnobados pelo DEM. A prova disso foram as declarações do ex-prefeito Vagner Sales nos últimos dias.

Está decidido
Por falar no DEM, o apoio de Tião Bocalom, presidente da sigla, à candidatura do Coronel Ulysses (Patriotas) ao governo do Acre não é brincadeira ou jogo de palha. Um dirigente do ninho tucano afirmou a esta Coluna que Bocalom está bastante empolgado com essa terceira via. Já não acha mais que Gladson Cameli tenha condições de disputar a eleição.

Cuidado
Bocalom tem uma grande decisão nas mãos. Seu futuro político pode estar arruinado caso adote a estratégia errada. Se apoiar mesmo a candidatura do Coronel Ulysses e não obter o resultado desejado, corre o risco de ser acusado de dividir a oposição e detonar a possível vitória de Gladson Cameli.

Os candidatos
A disputa ao Senado em 2018, sem dúvidas, será a mais acirrada dos últimos anos. Até o momento seis candidatos brigam pelas duas vagas. São eles: Jorge Viana (PT), Ney Amorim (PT), Sérgio Petecão (PSD), Márcio Bittar (PMDB), Sanderson Moura (PTC) e Minoru Kimpara (Rede).

Deixando o cargo
Se Kimpara realmente decidir manter a sua candidatura ao Senado, deverá deixar a reitoria da Universidade Federal do Acre (Ufac). Uma decisão muito importante pela frente.

Disputa acirrada
Levando em conta as pesquisas de intenções de votos realizadas ao longo do ano, se a disputa fosse hoje, os senadores Jorge Viana e Sérgio Petecão seriam os agraciados com a vitória. Mas, como ainda tem um tempo hábil até a data da votação, esse quadro pode mudar a qualquer tempo.

Crescendo
De todos os candidatos ao Senado, o deputado Ney Amorim (PT) foi o que apresentou o maior índice de crescimento, portanto, ainda está no jogo e com chances de ganhar.

Decepcionados
A candidatura que mais tem gerado questionamentos é a do ex-deputado Márcio Bittar. O resultado das pesquisas não tem agradado aos peemedebistas. Por ter tido uma boa expressão de votos enquanto candidato ao governo na última eleição, muitos correligionários acham que a adesão de sua candidatura deveria ser bem maior.

Fase Zen
O presidente do PSDB, major Rocha, está numa fase bastante tranquila. Tem evitado debates constrangedores dentro da oposição. Desde que deixou o embate em torno de quem seria o vice na chapa majoritária da oposição, viu seu processo de reeleição se fortalecer.

É candidato
O vereador Roberto Duarte (PMDB) é candidato a deputado estadual. Não procede a informação de que apoiará a candidatura à reeleição de Eliane Sinhasique (PMDB).

Duvidando
O diretor do Procon no Acre, Diego Rodrigues, exige uma explicação melhor da Assessoria da empresa Latam com relação à pane que provocou o retorno da aeronave para Rio Branco na madrugada do último sábado. A informação de que a aeronave bateu em um pássaro não convenceu Diego Rodrigues.

O motivo
Para Rodrigues, o incidente, “deixa evidente a vulnerabilidade que nos encontramos ao sermos obrigados a utilizar esses equipamentos sucateados”.

Investigando
Ele defende uma investigação mais aprofundada e cobrou da bancada federal que exija uma posição da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

Assuntos desta notícia