Coluna Política Nacional – 14.01.2018 – Jornal A Gazeta

Coluna Política Nacional – 14.01.2018

Governo fez um milhão de viagens desde 2015
O governo federal fez 1,089 milhão de viagens por meio da compra direta (sem licitação) de passagens junto às companhias aéreas entre os anos 2015, 2016 e o primeiro semestre do ano passado. O número equivale a cerca de 1.200 viagens realizadas pelos servidores todos os dias, incluindo finais de semana. Articulada durante o governo Dilma, a compra direta acabou em 2017, mas o governo quer retomar o modelo.

Passa no cartão
A grande vantagem, segundo o governo, é que as passagens aéreas eram pagas por meio dos cartões corporativos do governo federal.

Fatura alta
Latam, Gol, Azul e Avianca faturaram R$ 290 milhões apenas no ano passado com os serviços prestados ao poder Executivo federal.

Ainda tem as diárias
Além das passagens, o governo gastou mais R$ 2,1 bilhões, no mesmo período, com as diárias pagas aos servidores e convidados ilustres.

É mais barato
Em nota, o Ministério do Planejamento afirma que a compra direta, sem licitação, gera economia para o governo e estuda retomar o esquema.

Ressarcimento a
senadores quasebate recorde
Dezembro é o mês para parlamentares“rasparem o tacho” do “cotão parlamentar”, como chamam a verba usada para ressarcir suas excelências das despesas que faz, inclusive pessoais. Dados da ONG Operação Política Supervisionada mostram o recorde histórico ainda é do ano de2016, no Senado (R$ 25,2 milhões), mas este ano os senadores se aproximaram do maior gasto da história: R$24,9 milhões)

Saco sem fundo
Desde a posse, em fevereiro, os 513 deputados e 81 senadores já tiveram R$ 680 milhões reembolsados pela cota parlamentar.

Mês do empurra
Dezembro é o mês preferido para reembolso de consultorias, estudos, divulgação da atividade parlamentar e outros serviços genéricos.

Exemplo clássico
Augusto Carvalho (SD-DF) gastou, em dezembro de 2016, R$ 81.030. É quase o triplo do que um deputado federal do DF tem direito por mês.

Demagogia
Conhecida pela religiosidade que nunca teve, Dilma fez uma postagem no Instagram para saudar a lavagem do Bonfim, em Salvador, capital do estado da Bahia, um dos últimos redutos do PT no país.

Sem o PSDB
O deputado Danilo Forte (DEM-PB) decidiu liderar a articulação para emplacar a renegociação de dívidas tributárias com a União, o Refis, também para pequenas e microempresas, vetado por Michel Temer.

A despedida
A última vez que o ex-deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) usou sua conta no Twitter foi em 16 de outubro, primeiro para atacar jornalistas da Globo e depois para comentar… Flamengo x Palmeiras.

Ilusão socialista
O PSB alardeou que o índice de mortes no trânsito vai cair à metade em dez anos. Por quê? Foi aprovada uma lei (de deputados do partido, claro) que inclui “metas anuais” no Código de Trânsito. Doce ilusão.

Voto impresso. E caro
Servidores do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) afirmam que as impressoras de “comprovantes de voto”, a serem instaladas em 30 mil das 600 mil urnas, este ano, terão custo estimado em R$ 2,5 bilhões.

No Sul, piorou
Apenas a região Sul piorou no quesito inadimplência em 2017, em todo o Brasil, segundo dados da Boa Vista SCPC. Na média, a inadimplência do brasileiro recuou 6% no ano, em relação a 2016.

Lobby sem limites
O lobby dos distribuidores fez a Transpetro vender por leilão o Terminal de Álcool de Maceió, e a Secretaria de Portos nem avisou o ministro Maurício Quintella (Transportes) desse negócio em sua cidade natal.

Primeiro tri
Há exatos 26 anos o tri-campeão mundial Nelson Piquet se despedia da Fórmula 1. Campeão de 81, 83 e 87, ele anunciou o fim da carreira em 1992, quando não avançaram as tratativas com a Ferrari.

Pensando bem…
…a PF bateu recorde de apreensão de drogas, em 2017, mas para muita gente a apreensão da maior droga ficou para o dia 24.

Assuntos desta notícia