Coluna Política Nacional – 26.01.2018 – Jornal A Gazeta

Coluna Política Nacional – 26.01.2018

Preso, Lula pode manter regalias de ex-presidente
A legislação sequer prevê o que acontecerá com as regalias de ex-presidente de Lula, quando ele passar a cumprir sua sentença de 12 anos e 1 mês de cadeia por corrupção e lavagem de dinheiro. A Lei não prevê o cancelamento de regalias bancadas pelo governo. Até quando no exterior, Lula é acompanhado por assessores pagos pelo governo. Mesmo preso, é provável que ele ainda receba os benefícios.

A gente paga
Os contribuintes roubados bancam para Lula dois carros com motoristas, além de assessores com salários de até R$13 mil mensais.
Ele desfruta
O gabinete pessoal de Lula, na condição de ex-presidente, tem um custo mensal de R$70 mil somente com salários e auxílios.
Ninguém imaginava
A lei sobre regalias de ex-presidentes é de 1986, mas as alterações de ‘94 e 2002, e a regulamentação (2008). Nada falam em cassar direitos.
Falta Temer decidir
Parte dos assessores do presidente Michel Temer defende que ele revogue as regalias de Lula, mas ele ainda não decidiu.
TCU investiga contrato da Andrade na Norte-Sul
O Tribunal de Contas da União investiga superfaturamento de R$50 milhões na Ferrovia Norte-Sul, no contrato da Andrade Gutierrez, uma das empreiteiras favorecidas pelo esquema de corrupção dos governos Lula e Dilma, desbaratado pela Lava Jato. A empresa foi contratada pela Valec, estatal de ferrovias. O Ministério da Transparência viu indícios de superfaturamento de R$108 milhões em obras da Norte-Sul.
Imagina o resto
O superfaturamento de R$50 milhões investigados pelo TCU se deu apenas no trecho entre Anápolis e Uruaçu (GO).
Mesmo clube de sempre
Além da AG, estão sob suspeita os contratos da Camargo Corrêa, Queiroz Galvão e Constran (dona da UTC) para construir a ferrovia.
Trilhos investigados
Em maio de 2017, a Polícia Federal e o MPF deflagram a operação De Volta aos Trilhos (Lava Jato), que prendeu o ex-presidente da Valec.
Rebordosa é de Lula
Tornam a situação de Lula ainda mais difícil na Justiça os petistas porraloucas que pregam “desobediência civil” e ameaçam “convulsão social” quando o ex-presidente passar a cumprir sua pena de prisão.
Otimismo excessivo
O advogado Roberto Teixeira, compadre de Lula, disse a amigos que esperava a absolvição do ex-presidente por 2×1 no TRF-4, sabe-se lá porquê. Nem seu genro, o garotão que defende Lula, era tão otimista.
Descontração
O presidente Michel Temer fez seu discurso mais solto no jantar em que foi homenageado por empresários, em Davos, quarta à noite. Perguntou qual seria a agenda da oposição: “defender uma inflação de mais de 10% ou essa ‘medíocre taxa’ de menos de 3%?’
Língua de trapo
Quando viram o vídeo em que Gleisi Hoffmann, presidente do PT, às vésperas do julgamento, incitava a violência e até ameaçava mortes, Lula mandou a senadora “calar essa boca”. Isso só o prejudicou.
Cadê o líder?
O líder do governo na Câmara, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), não põe os pés em Brasília desde o início do recesso, antes do Natal. E o governo continua sem ter votos para aprovar a reforma da Previdência.
Lula quem?
O senador Renan Calheiros (MDB-AL), que por várias vezes acusou a Justiça de condenar Lula “sem provas”, fingiu-se de morto, nesta quinta-feira (25), o dia seguinte da condenação do meliante no TRF-4.
Meu nome é trabalho
Aliados afirmam que o líder do governo no Congresso, André Moura (PSC-SE), que anda com o filme queimado no Planalto, vai à Câmara todas as semanas desde o Natal trabalhar pela reforma da Previdência.
Sul-mato-grossenses
O senador Pedro Chaves (PSC) pediu ao ministro Carlos Marun (Governo) ajuda na liberação de recursos para Mato Grosso do Sul, que ambos representam. Chaves relata o projeto de Lei do Pantanal.
Pensando bem…
…nem a Etiópia é longe o suficiente para fugir da vergonha de um ex-presidente da República condenado por corrupção.
Assuntos desta notícia