Como vencer o medo de falar em público? – Jornal A Gazeta

Como vencer o medo de falar em público?

Olá, tudo bem?
Como vai você?
E então, o que acha de conversarmos sobre MEDO, mais especificamente o medo de falar em público?
Sabe, ao me tornar aos 18 anos de idade professora de Oratória, de lá pra cá, muitos depoimentos e testemunhos pude ouvir daqueles que me procuravam e ainda me procuram, inclusive em aulas online, para que, “se possível fosse”, acabassem, destruíssem, perdessem, vencessem o medo de falar em público. Cada um com as suas histórias e traumas, com mentes duvidosas, cheias de medos que, infelizmente, os intimidavam e bloqueavam seus comportamentos e atitudes, distorcendo a forma de olharem e pensarem acerca de si mesmo, deixando-os temerosos e, consequentemente, com a autoestima baixa.
Importante salientar que a auto-imagem distorcida impede a pessoa de enxergar e olhar para dentro de si mesmo, e encontrar o orador real que está disposto a reagir, mostrar-se e falar de forma mais natural possível, sobre o assunto que lhe foi incumbido.
É interessante que o medo de falar em público não apenas impede a pessoa de se expressar, mas também faz alguns falarem demais, atropelando as coisas, interrompendo outros, gaguejarem, alguns falam baixo, outros alto, tornam-se até agressivos, ficam desarticulados, começam falando sobre uma coisa e terminam em outra completamente diferente.
Outros acham que ir lá para frente e falar pelos cotovelos, feito um motorzinho barulhento, é saber falar em público. Engano! Isso incomoda demais a assistência!
Mas, voltemos ao medo!
Você tem medo de falar em público?
Alguma vez tentou?
E aqui me reportarei às Escrituras Sagradas: “Homem de pequena fé, por que duvidaste?”
Então, pare de duvidar e entre em ação!
Sabe onde provavelmente está o seu problema? Não saber “ordenar as ideias”. Não sabe como se preparar, saudar, introduzir, desenvolver, aplicar e concluir uma fala, ou um discurso, como queira chamar. E aí, você entra naquela euforia, atropelando tudo e todos. Você não se preocupou em “CONQUISTAR” a plateia!
Então, está disposto a encontrar o caminho? Mudar o que precisa mudar? Acreditar em você e em seu potencial?
Está disposto a não duvidar de que você pode vencer mais este obstáculo em sua vida?
Deixa eu te dizer uma coisa bem simples e extremamente importante: a responsabilidade da boa comunicação é do comunicador!
É você que precisa estudar, aprender as técnicas fundamentais para uma comunicação agradável, prazerosa e instrutiva. E não adianta justificar-se. Não vai valer. Este comportamento não é profissional.
É você, ou seja, o orador, que tem a responsabilidade de manter a plateia atenta, desperta, acordada, motivada e com vontade de continuar ouvindo atentamente, e pulando se for necessário.
“Mas, Claudia, isso não é problema para mim, eu falo e até demais.”
Meu amigo, falar demais já é um grande problema!
Falar em público é uma arte e precisa ser aprendida e suas técnicas devidamente respeitadas, nem demais e nem de menos.
É interessante que muitos se preocupam em obter títulos, mas na hora de fazer uso do conhecimento que adquiriram, são um verdadeiro fracasso. Sabe por quê? Porque acham que os estudos, os títulos os capacitaram na comunicação.
Olha só, estudar na área escolhida é uma coisa, conhecer as técnicas de comunicação é outra coisa completamente diferente.
E, atualmente, o mercado exige pessoas preparadas que saibam falar, se expressar, pois não podem dificultar o entendimento dos ouvintes.
A pessoa, independentemente de sua área profissional, deve usar de fato o conhecimento adquirido, com praticidade, clareza, firmeza, de forma simples e compreensível.
Portanto, meus amigos, antes de qualquer apresentação, preparem-se, busquem conhecer realmente o assunto, faça laboratório havendo necessidade; capriche na introdução, pois neste momento, você ganhará ou perderá seus ouvintes; aplique o assunto com praticidade e dentro de uma realidade e conclua com honra e, dependendo do objetivo de sua fala, motive, conscientize, sensibilize. Enfrente!!!
Aprenda que em tudo na vida existem técnicas, inclusive para se falar bem em público.
Esta é a forma de vencer o medo de falar em público, pois a partir do momento que você procura esses meios, você estará buscando os meios para enfrentar corretamente seus medos, mudando seus pensamentos negativos por pensamentos positivos e, consequentemente, em sua auto-imagem não haverá mais espaço para distorção.
Tenha fé, homem de pouca fé!
Você pode e é capaz de vencer e construir uma nova história em sua jornada como pessoa e profissional, vencendo o medo de falar em público.

Um grande abraço!
Fica com Deus.

Assuntos desta notícia