Deputado Leo de Brito cobra providências do Dnit em relação a estrada do aeroporto

Postado em 09/01/2017 17:26:26 Assessoria

“Há dois anos, a responsabilidade de realizar a manutenção da BR 364 é do Dnit, mas o que nós estamos presenciando é um total descaso com o assunto. A situação da estrada é perigosa e além dos danos materiais pode ocasionar acidentes e causar outros danos aos condutores”, a declaração é do deputado federal Leo de Brito sobre as atuais condições da BR 364, no trecho que dá acesso ao Aeroporto Internacional de Rio Branco.

Nos últimos dias, vários condutores utilizaram as redes sociais para denunciar as péssimas condições do trecho que tem início na entrada do Polo Industrial, após o bairro Universitário. ”UTILIDADE PÚBLICA: Tem um buraco gigante após aquela ponte depois da Usina de Arte, na estrada do aeroporto. E não é exagero, em 5 minutos, 2 carros quebraram, com muito risco de causar acidentes. Pra completar a estrada está sem iluminação, breu total! Muito cuidado”, postou o estudante Vinicius Charife.

A servidora pública Elynália Lima teve o carro danificado ao passar pelo local. “Por conta da falta de iluminação, fica difícil enxergar esses buracos. Caímos em um, estouraram os dois pneus da frente do nosso carro”, conta.

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) é o responsável pela manutenção da BR 364, desde janeiro de 2015, mas até o momento não resolveu o problema. “Tenho fiscalizado ostensivamente o trabalho que deveria ser realizado pelo Dnit, em relação a BR 364. Vou cobrar, mais uma vez, que o governo federal tome providências em relação à estrada antes que acidentes mais graves aconteçam. O fluxo nessa parte da BR é muito grande, o que deixa o perigo ainda maior”, declarou Leo de Brito.

editorial

Oportuna e necessária

 

De todo oportuna e necessária esta operação deflagrada ontem pela Polícia Federal e a Controladoria geral da União (CGU) para apurar desvios de recursos federais praticados por uma organização criminosa destinados às populações indígenas do Alto Purus. Faltou apenas dar nomes aos suspeitos. Oportuna e necessária, porque há muitos anos que ...

Leia mais...

clima

Rio Branco - AC
agazetanofacebook