Deputados cobram e Dnit confirma o início das obras da BR-364 para maio – Jornal A Gazeta

Deputados cobram e Dnit confirma o início das obras da BR-364 para maio

 Os problemas na BR-364, sentido Rio Branco a Cruzeiro do Sul, voltaram a ser tema de debate na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) na sessão de quarta-feira, 19. Com receio que a rodovia seja interditada, deputados da oposição e situação cobraram celeridade na recuperação de estrada por parte do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit).

Uma das preocupações do deputado Jesus Sérgio (PDT), caso a rodovia seja fechada, é o aumento nas passagens aéreas, bem como alimentação. “Para nós que moramos naquela região, tornou-se quase impossível e perigoso andar pela rodovia. O receio é que essa situação piore ainda mais. Imagina os problemas que surgirão! As empresas aéreas, por exemplo, já alertaram que caso a estrada seja fechada, o preço das passagens irá aumentar. Isso é apenas a ponta do iceberg”, disse o deputado.

O parlamentar chegou a sugerir, no início desta semana, uma parceria entre Dnit e Deracre. Segundo ele, o segundo órgão já possui uma estrutura montada, com acampamentos ao longo da rodovia. O Dnit entraria com a parte de insumos, já que disponibiliza os recursos.

“Está chegando o verão e não tem acampamentos, não tem máquinas. É pouco equipamento para muito trabalho. Sugiro que o Dnit volte a fazer parceria com o Deracre. Isso porque o Deracre tem uma estrutura montada, tem acampamentos. As empresas têm que montar equipamentos e não estão montando. Os recursos não são suficientes”, destacou.

Dnit

De acordo com o superintendente do Dnit, Thiago Caetano, as obras de recuperação da BR-364 terão início em maio. “Não existe essa história de que a BR-364 está abandonada. O que ocorre é que estamos esperando o verão chegar para iniciar todo o processo de recuperação da rodovia. Já temos algumas datas programadas, porém, tudo vai depender do tempo”.

Caetano ressalta quem na próxima semana, algumas ações preliminares serão realizadas. “Semana que vem estaremos iniciando algumas frentes de trabalhado. Pretendemos realizar uma operação tapa buraco, a fim de manter o tráfego. E, a partir de oito de maio, iniciaremos de fato a recuperação completa da rodovia”.

O superintendente do Dnit finaliza destacando as duas frentes de trabalho. “Daremos prioridade entre os trechos do Rio Purus a Tarauacá e, na sequencia, Tarauacá e Manoel Urbano. Sena Madureira também está no cronograma”.

Assuntos desta notícia