Deputados estaduais realizam sessão solene em alusão à Semana Estadual de Juventude

Postado em 11/08/2017 12:00:06 MARCELA JANSEN

Atendendo ao requerimento dos deputados Ney Amorim (PT), Maria Antônia (PROS) e Manoel Moraes (PSB), a Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) realizou na manhã de ontem, 10, uma sessão solene em alusão à Semana Estadual de Juventude.

O presidente da Casa Legislativa, deputado Ney Amorim, ao abrir a sessão ordinária, pontuou sobre a importância da participação da juventude nos debates políticos. “É sempre bom abrirmos as portas do Parlamento para ouvir os jovens, trazendo reflexões sobre o que eles são e o que desejam ser. Nasci e cresci na Baixada da Sobral e estou feliz em ver também a participação da juventude de lá”.

Entre os pontos abordados pelos oradores na sessão, o principal foi as dificuldades enfrentadas pela juventude para se firmar na sociedade. O jovem Anderson, do Movimento Quizomba, cobrou mais políticas públicas que possam permitir que o jovem não dependa de uma facção criminosa para ter dinheiro para se sustentar.

“Temos que fazer uma reflexão sincera sobre as atuais políticas públicas em favor dos jovens. Tem surtido efeito? Falta apoio aos movimentos de base. Em uma das visitas que fiz ao ISE, enquanto trabalhava na Secretaria da Juventude, ouvi um relato que me marcou muito. Um jovem disse que entrou para uma facção para ter dinheiro para dar uma educação melhor para seus irmãos. Se as políticas públicas fossem realmente positivas, esse tipo de relato não aconteceria”, disse.

A assessora da juventude do Partido dos Trabalhadores, Alana Manchineri, defendeu a abertura de mais espaços para que eles possam mudar a atual realidade. “Precisamos, enquanto juventude, ser mais críticos e participarmos ativamente dos debates em todos os âmbitos políticos. Sou jovem, mulher, indígena e sei o quanto é difícil termos voz em muitos lugares”, ressaltou.

O deputado Daniel Zen (PT) reforçou a necessidade de se fortalecer o diálogo entre a juventude e as instituições públicas. Ele defende uma política de paz. “Este é um mês que está voltado para a reflexão acerca das ações, direitos e deveres dos jovens e as relações estabelecidas por eles com as instituições. É importante ressaltar que a cultura de paz e convivência pacífica deve sempre ser primada nessas relações. O mês da juventude traz, além de toda uma programação específica, um debate em relação aonde se deve avançar”, disse o deputado acreano

Na ocasião, Zen pontuou que apresentou à Mesa Diretora da Aleac um Anteprojeto de Resolução que dispõe sobre a inserção da juventude como tema prioritário nas Comissões Permanentes do parlamento estadual

“Hoje, não temos uma Comissão Permanente na Casa de Juventude. Temos uma Comissão da Criança e Adolescente, de combate à pedofilia, e outros temas. No sentido de termos introduzido o tema juventude nos debates da Aleac é que proponho essa inserção”, finalizou.

editorial

Tudo a ver

 

Agora, não é mais um político da oposição que está afirmando. É o comandante do Exército Brasileiro, general Eduardo Villas Boas, que está alertando que os sucessivos cortes que vem sendo feitos elo Governo Federal chegaram a tal ponto que comprometem a segurança nas fronteiras. Esses cortes são tão perversos que, ...

Leia mais...

clima

Rio Branco - AC
agazetanofacebook