Fábrica de camisinhas Natex faz mutirão para atender demanda do Carnaval

Postado em 16/02/2017 17:04:12 Agência Acre

A fábrica de camisinhas Natex – localizada em Xapuri e a única do Brasil a produzir preservativos masculinos com látex de seringueira – está com um mutirão entre os seus funcionários para atender a demanda do Ministério da Saúde de entregar quatro milhões de unidades a serem distribuídas durante o Carnaval.

E o governador Tião Viana esteve na manhã desta quinta-feira, 16, nas instalações da fábrica para conferir o andamento da produção.

Para ele, a fábrica é um motivo de orgulho e resultado de parte de seu trabalho ainda como senador junto ao então governador Jorge Viana.

A Natex conta com cerca de 120 funcionários diretos e 700 famílias cadastradas e envolvidas na venda do látex.

A indústria tem capacidade de produzir até 100 milhões de camisinhas por ano.

O secretário de Estado de Desenvolvimento da Indústria, do Comércio e dos Serviços Sustentáveis (Sedens), Sibá Machado, também acompanhou a visita à fábrica e reafirmou o papel da Natex como transformadora do ambiente econômico e social de Xapuri.

“A experiência dessa indústria atende um pedido do Ministério da Saúde para distribuição em todo o país. A grande novidade é que representantes da ONU estão em Rio Branco fazendo uma discussão com o governador, com a possibilidade de exportar esses preservativos para outros países”, conta Sibá.

O prefeito de Xapuri, Bira Vasconcelos, ressalta ainda sobre a consolidação da Natex para o município. “Esta fábrica para mim é um dos melhores e maiores projetos feitos no Acre. Ela une o social, com a criação de empregos, o ambiental, com o látex, e a questão de saúde pública. Tenho muito orgulho da Natex estar em Xapuri.”

Uma das colaboradoras da fábrica, Jocelina Pereira, conta sobre a demanda atual: “Estamos com o mutirão para essa entrega em especial, mas também estamos correndo atrás para nos mantermos na meta de produção anual.”

editorial

A única saída

 

Como fora anunciado, as centrais sindicais e outros movimentos sociais cercaram ontem, literalmente, o Congresso Nacional para protestar e exigir que deputados e senadores suspendam a tramitação das reformas da Previdência Social e das leis trabalhistas e, por extensão, a renúncia do presidente Michel Temer. Mesmo diante dos protestos, cinicamente, os ...

Leia mais...

clima

Rio Branco - AC
agazetanofacebook