Fora da zona – Jornal A Gazeta

Fora da zona

Se você tem uma oportunidade de sair da zona de conforto, saia. Se não surgiu oportunidade ainda, então crie uma. É certo que vivemos um momento de incertezas em quase todos os âmbitos no país. Mas, talvez, essa seja a melhor hora para fazer a diferença e mudar o que incomoda.

Sentir-se aprisionado a um emprego que não te deixa feliz ou realizado de modo geral é uma condição, na maioria das vezes, que a própria pessoa cria. Nem sempre isso é perceptível.

Temos aí concursos à vista e que despertou o interesse de muita gente. Boa parte começou a estudar o máximo de tempo que podia, outros já estavam nessa rotina de estudo há mais tempo e alguns apenas contaram com a sorte.

O número de concorrentes foi alto e agora parte deles seguem para o teste físico. Muitos querem ter um emprego, mas outros tantos também querer mudar de emprego.

No entanto, antes de fazer qualquer grande alteração na vida profissional é importante se perguntar porque aquele atual emprego não deu certo e quais as motivações para investir em outro serviço. Às vezes podemos estar buscando a coisa errada.

Dinheiro é necessário para viver nesse mundo. Mas ele não deve ser a primeira motivação de alguém que busca um novo emprego. É que se for assim, as chances de você voltar a fracassar ou se sentir infeliz podem acontecer.

Está faltando na nossa sociedade profissionais com vocação. Está faltando também profissionais que prestem serviços com humanidade. É por isso que temos visto tantos médicos arrogantes, jornalistas antiéticos, políticos corruptos, e por aí vai. A lista é grande.

Se você quer mudar de vida comece investindo em você. Algumas vezes a mudança leva tempo e requer uma construção longa do seu “eu profissional”. Estudar nunca vai sair de moda. Capacitar-se vai sempre te elevar.

Não deixe que a rotina te atropele e te deixe incapacitada de sair da zona de conforto. Se você quer então você pode.

Seja a diferença. Quem sabe o mercado de trabalho só esteja esperando por você! Sempre vai haver espaço para gente empreendedora.

Seja qual for a área a seguir, faça sempre o seu melhor e se espelhe nos bons. Use os maus profissionais apenas como exemplo do que não seguir. Você vai longe.

Assuntos desta notícia