Gazetinhas – 06.02.2018 – Jornal A Gazeta

Gazetinhas – 06.02.2018

* “Ô balancê balance. Quero dançar com você”!
* Opa, leitor, foi mal. Já tô aqui é no clima de Carnaval.
* Mas vamos voltar pra realidade que ainda tem um tiquim de chão pela frente antes de a gente ir cair na folia.
* Ou, em alguns casos, chão não tem.
* Melhor: tem, mas tá faltando!
* Quem queria aproveitar o Carnaval pra ir dar aquela volta e fazer comprinhas básicas no exterior [leia-se Cobija], é melhor pensar duas vezes.
* Não tão de repente, na BR-317, no trecho entre Xapuri e Capixaba, abriu-se uma cratera gigantesca, quase do tamanho da minha empolgação de folião, devido a um bueiro que estourou por acúmulo de água.
* Absurdo isso!
* Um monte de bebidas lá na Bolívia só esperando serem compradas, consumidas ao som de “Você pensa que cachaça é água” [poxa, gente, foi mal de novo] e essa cratera no meio do caminho do povo. Êhhh lástima!
* Isso é o “inimigo” nos nossos couros, querendo nos deixar de garganta seca.
* Jesus não aprontaria uma dessas com a gente!
* E aí, como é que se resolve isso?
* Vamos ter que contornar pelo rio…
* … porém, isso só “Se a canoa não virar / Olê! Olê! Olá / Eu chego lá”!
* [Ooopsss, desculpa. Tá difícil segurar!]
* Fiquemos calmos. O Dnit prometeu que hoje o tráfego de carros estaria liberado.
* Saindo desse buraco [e entrando noutro], foi-se mais um fim de semana, o primeiro de fevereiro, e já se tem o registro de mais uma onda de homicídios.
* Shufff! O Clima continua tenso demais.
* Só espero que essa onda de mortes e violência não abale “o povo” de brincar Carnaval [só o povo né, que euzinho mesmo nem gosto dessas coisas, sabe!]
* E espero, também, que nem afete a folia tipo, ao invés de ser o bloco da família ou bairro, se transforme nos blocos do CV, do B13, do PCC.
* Poxa, vamos dar uma trégua!
* “Bandeira branca, amor. Não posso mais. Pela saudade que me invade eu peço paz”!
* Sobre a questão, o presidente do Senado, Eunício Oliveira, disse ontem que este tem que ser o ano de combate à violência no Brasil.
* Exigiu reforma e até a criação do Sistema Federal Unificado de Segurança Pública.
* Bom, me parece que, se até o homi que é o cabeça, presidente do Congresso, anda fazendo esses apontamentos e cobranças, mas esse sistema nacional teima em sair do papel, alguma coisa tá errada.
* A gente aqui no Acre vem batendo nessa tecla há anos.
* Fizemos até evento pra reunir e ver se mobilizava esse pessoal de fora nesse sentido, e, mesmo assim, pouco ou quase nada acontece.
* Não é possível, meu Deus, tanta inércia assim!
* Já chega, vou me mudar pra Bolívia.
* Vishh, dá não. Pensando bem, vou pro Peru!
* Afff, já desisti.
* Imagina só como é que seria cantar “El cometa de mi abuelito non se eleva más”?
* Hmmm, deu samba não!
* Melhor ficar por aqui mesmo.
* Interino: TIAGO MARTINELLO

Assuntos desta notícia