Gazetinhas 12/10/2014 – Jornal A Gazeta

Gazetinhas 12/10/2014

* Boa notícia, em especial ao povo de Cascavel, no Paraná.

* O primeiro exame do cidadão de Guiné Bissau, suspeito de estar com o ebola, deu negativo.

* O teste foi feito pelo Instituto Evandro Chagas, no Rio, um dos maiores centros especializados em doenças infectocontagiosas da América Latina.

* Mas aqui em Rio Branco, a preocupação ainda é latente.

* Mesmo com toda a garantia do Ministério da Saúde, a ignorância sobre como se pega a doença tem levado ao preconceito, sobretudo contra senegaleses.

* Assim como os haitianos, eles chegam todos os dias pela fronteira do Acre com o Peru e são enviados para o abrigo aqui em Rio Branco.

* Por isso, o povo está com medo, embora o Senegal seja zona livre da contaminação que já mais de 4 mil pessoas na África.

* É preciso frisar que a contaminação só se dá pelo contato com fluídos corporais, o que é pouco provável de acontecer aqui.

* Não se pega o ebola pelo ar.

* Campanha de segundo turno está pegando fogo nas redes sociais.

* Pela internet, militantes travam verdadeiras batalhas com a finalidade de desmoralizar a campanha de seus opositores. Quem sobreviverá?

* A coisa acontece até entre jornalistas, que trocam acusações por ideologias partidárias.

* Querem que o Sindicato se posicione e escolha um único lado.

* Mas a direção do Sinjac é bem objetiva…

* Não vai tomar as dores de colega A ou B, nem adotar cores partidárias.

* Agora é fato que coordenadores de campanha estão calçando as sandálias da humildade.

* Querem o apoio dos candidatos que zarparam na balsa.

* Aí se incluem também a busca por partidos aliados que não tiveram o mesmo valor, antes da campanha.

* Enquanto isso, deputados eleitos já ‘esquentam’ suas propostas para pô-las em prática a partir de 2015.

* Um deles é o jovem deputado Ney Amorim (PT), reeleito com a mais expressiva das votações para a Assembleia Legislativa.

* Em entrevista à editora de política, Marcela Jansen, Amorim mostra claramente suas características de um visionário-altruísta.

* Jornalista Alan Rick, deputado federal eleito pelo PRB com mais de 17 mil votos, também deu amostras para o que veio.

* Em visita a algumas redações, garantiu que vai lutar pelo piso nacional da categoria.

* Disse que trabalhará para que o piso, atualmente em R$ 1,9 mil, suba para R$ 3,8 mil.

* Segundo o Sinjac, em maio de 2015, ele já vai à R$ 2.053.

* “Isso é um compromisso meu com a categoria”, disse o parlamentar eleito.

* Revisão da aposentadoria para jornalistas, englobando todos os segmentos da comunicação também pode acontecer.

* Bom dia ao advogado Renato Cruz.

* Interino: Resley Saab

Assuntos desta notícia