Gazetinhas – 17/12/2017 – Jornal A Gazeta

Gazetinhas – 17/12/2017

*E começa a contagem regressiva para o Natal.
*Neste 17 de dezembro, o domingão fica com cara de segunda, com boa parte do comércio de rua aberto para atender a clientela à procura dos presentes.
*A expectativa entre os empresários acreanos é otimista, segundo confirmou a pesquisa realizada pela Fecomercio-Acre.
*Na contramão de anos anteriores, quando a palavra “crise” dava o tom dos discursos dos comerciantes, neste mês, sete entre 10 entrevistados se mostraram esperançosos com o bom resultado das vendas.
*Que assim seja.
*Na maré das boas notícias pra atrair boas energias para 2018…
*Senador Jorge Viana anunciou, ontem, que a Latam vai dobrar a oferta de voos para o Acre.
*Serão dois voos diários, no trecho Brasília-Rio Branco, provavelmente a partir de janeiro.
*O anúncio foi feito pela companhia aérea ao governador Tião Viana;
*E é preciso reconhecer:
*É fruto de uma articulação intensa de JV para aumentar o número de voos para o Estado e reduzir os valores das passagens áreas para região Norte.
*Essa segunda parte ainda tá amarrada pra resolver, né, senador?
*Mas, tá valendo o esforço.
*Jorge Viana comemorou o anúncio da Latam e afirmou que continuará a batalhar para que a Gol também aumente a oferta de serviços.
*É isso aí.
*Na torcida, vamos acompanhar.
*Recente edição do programa Profissão Repórter, da Rede Globo, mostrou dados impactante sobre a gravidez na adolescência no Acre.
*Segundo as estatísticas, quase 30% (!) dos bebês que nascem no Estado são filhos de mães adolescentes.
*Somente entre janeiro e outubro deste ano, foram registrados 617 partos normais de mães com idade entre 15 e 19 anos, na Maternidade Bárbara Heliodora.
*O problema está tão presente no dia a dia das jovens, que uma escola pública de Rio Branco adotou até uniformes especiais para as meninas grávidas.
*Um modelo próprio para abarcar o barrigão!
*Imagine só…
*Parece fofinho, bonitinho, mas, por motivos óbvios, não é.
*O programa contou que a Secretaria de Saúde criou, em 2015, um projeto de conscientização, nas instituições de ensino, e conseguiu reduzir em 11% os casos de gravidez entre as estudantes.
*Ainda assim, é pouco, muito pouco, perto das consequências que um problema social como este deve trazer, a médio e longo prazo, para a vida desses adolescentes e da sociedade de modo geral.
*Olha aí, deputada Eliane Sinhasique!
*Pessoal da redação pensou logo em ti para abraçar essa causa também.
*Topas mais um desafio?
*É grave, gravíssimo.
*Falando muito sério: tem que ver isso aí.

Assuntos desta notícia