Gazetinhas 21/09/2014 – Jornal A Gazeta

Gazetinhas 21/09/2014

* E se as chuvas não querem cair, a duas semanas das eleições um temporal de processos desagua nos balcões do Tribunal Regional Eleitoral do Acre.

* A maioria das ações é relativa a propaganda irregular nas redes sociais e contra as próprias redes.

* É que muito tempo depois do último debate entre os candidatos a governo na TV, ainda circulam trechos do episódio, sobretudo no Facebook.

* Até aí tudo bem…

* O problema é que as imagens que circulam mostram os piores desempenhos dos adversários do candidato Tião Viana (PT).

* Em um deles, editado, o personagem mexicano Chaves é mencionado.

* Ao que parece, a oposição e os governistas estão usando como tática de guerra política o tal site.

* Isso respinga diretamente no próprio Facebook, que vem se tornando réu por permitir que os râmis-râmis aconteçam.

*Até a semana que passou, foram 24 processos contra o mais popular dos sites de relacionamento.

*Na Câmara de Vereadores, mesmo com as eleições se avizinhando, os parlamentares-candidatos estão dispostos a manter todas as sessões.

* E esses mesmos candidatos até reclamam dos colegas faltosos que não concorrem a nada.

* Gaiato ligou pra Redação de novo!

* Disse que tem candidato do partido de Marina Silva (PSB) usando placas de propaganda da Dilma (PT).

* E por que isso?

* “Dizem que com o empate técnico entre as duas, o gajo está orando pra Deus e acendendo vela pro diabo”, afirma o Gaiato.

* Vôti, Ave Maria.

* E a promiscuidade eleitoral está de um jeito que tem candidato a deputado federal da oposição apoiando estadual da situação.

* Isso pode Arnaldo?

* Se for parar no TRE pode… dar problema.

* Rapazzz.

* Na reta final, a sensação são os bolões de aposta nos atuais deputados.

* Quem vai ficar e quem vai embarcar para Manacapuru?

* Leva a maior bolada quem acertar o maior número de baixas na Assembleia.

* Uma dica: se voltar oito dos 24 é muito, dizem os mais otimistas.

* E a fúria tomou de conta dos coordenadores de campanha, que fecharam as “torneiras” para os candidatos a estadual.

* Eles estão focando os recursos nos federais, e para o Senado e Governo.

* Por isso, alguns já entram em desespero, com cortes nos repasses.

* A verdade é que está sendo mais fácil eleger um federal do que um estadual.

* Isso se deve ao número altíssimo de candidatos a uma vaga na Assembleia.

* Um bom dia ao dr. Rubens Júnior.

* Interino: Resley Saab

Assuntos desta notícia