Golaço – 14.01.2018 – Jornal A Gazeta

Golaço – 14.01.2018

A dúvida
Uma dúvida paira sobre a cabeça do torcedor do Flamengo quanto ao retorno de Paulo César Carpegiani ao comando do clube: será o Carpegiani da década de ouro da equipe (1980), onde fora responsável por dirigir Zico e companhia na conquista do Carioca, Brasileiro, Libertadores e Mundial de Clubes. Ou será aquele da segunda passagem, em 2000, que causa calafrios com a lembrança do famigerado “chocolate” sofrido pelo rubro-negro para o arquirrival Vasco (5×1).
Os mais otimistas, é claro, sonham com a primeira opção. Eles ainda nutrem a velha máxima de que o Flamengo vai bem quando tem à beira do campo uma pessoa com raízes rubro-negras. Os mais cautelosos se baseiam nos últimos trabalhos do gaúcho para não criar expectativa e, no final, permanecer no “cheirinho”. Alguns colegas destacam a passagem de Carpegiani pelo Bahia, em 2017, mas, para o colunista que vos escreve, ele não fez nada de magnífico. Fico com os cautelosos.

Luz no fim do túnel
Eurico Miranda está com os dias contados na presidência do vasco. Com o inquérito da famosa urna 7 concluído, e com derrota para o mandatário, a tendência é que Julio Brant assuma as rédeas do Gigante da Colina. Um alívio para os vascaínos que querem ver o time longe do coronelismo e de volta aos áureos tempos.

Problema, em tese, sanado
A chegada de Marcos Rocha e Diogo Barbosa ao Palmeiras deve solucionar uma das deficiências que mais causou estresse no torcedor alviverde na temporada passada: as laterais. Em tese, o Verdão conta agora com os melhores da posição. Ufa, pois ninguém merece Egídio e Mayke perambulando pelo campo. O foco dos dirigentes é tapar o buraco deixado pelo zagueiro Mina, que se transferiu para o Barcelona.

Boas perspectivas
Do outro lado do muro da Barra Funda, o São Paulo vai acertando o seu miolo de zaga com a contratação de Anderson Martins, ex-Vasco. Além de ser o possível companheiro de Rodrigo Caio, o zagueiro traz uma ótima perspectiva ao torcedor são-paulino. Na meiuca, as atenções se voltam para Diego Souza, uma eterna incógnita, pois é aquele jogador “oito ou oitenta”: tem época que joga muito, mas também causa irritação em certos momentos.

A escapada de Scarpa
Quem pode pintar no Tricolor paulista é o meia Gustavo Scarpa, que vive um litígio com outro Tricolor, o carioca. É óbvio que o Fluminense deve lutar por seus atletas, ainda mais quando esse é talentoso, porém, não há clima para o meia nas Laranjeiras. Qualquer bola mal dominada, um passe mal feito ou um gol perdido será um Deus nos acuda.

Mercado doméstico
O Rio Branco continua apresentando reforços e fazendo as renovações necessárias no seu elenco. O último a chegar no José de Melo foi o meio-campo, Welton. Em 2016 e 2017 defendeu o Club Sportivo Sergipe. O Atlético Acreano está mais comedido em termos de contratações. Novos nomes devem chegar com a proximidade da Série C.

Playoffs NFL
Os amantes do Futebol Americano terão bons motivos para ficar em casa neste domingo, 14: a continuação dos playoffs da NFL. No Heinz Field, em Pittsburgh, os Steelers encaram o Jacksonville Jaguars e sua ótima linha defensiva. Já no U.S Bank Stadium, em Minneapolis, o duelo é entre o empolgado Minnesota Vikings e o New Orleans Saints.

Ótimo domingo!

Assuntos desta notícia