Governo adquire mais 700 tornozeleiras para monitoramento eletrônico – Jornal A Gazeta

Governo adquire mais 700 tornozeleiras para monitoramento eletrônico

 

O governador Tião Viana divulgou na manhã desta terça-feira, 26, a aquisição de 700 novas tornozeleiras de monitoramento eletrônico. A medida é resultado de um novo contrato entre a Secretaria de Segurança Pública (Sesp) e o Instituto de Administração Penitenciária (Iapen).

Ao todo, o Acre já possui 800 tornozeleiras eletrônicas ativas, e se orgulha de ter um sistema de medidas penais alternativas eficiente e que coíbe a reincidência criminal.

“O Acre tem o melhor controle do Brasil de tornozeleiras eletrônicas hoje. Todos os dados apontam para um êxito muito grande. É uma modalidade de alternativa penal feita em vários países do mundo, que o Brasil seguiu e o resultado é melhor que o encarceramento, desde que não haja o crime e que a pessoa esteja sob o controle do Estado”, disse o governador Tião Viana.

Reestruturação do sistema

Além das tornozeleiras, o governo do Estado tem feito uma série de investimentos na segurança pública do Acre, como a digitalização do sinal de rádio de comunicação das forças de segurança, a reforma e ampliação de presídios, instalação de bloqueador de celulares, concurso público para 500 novos policiais civis e militares, ações como a Operação Papai Noel, além de fortes projetos sociais como a formação de 1.500 bombeiros mirins e a abertura de mais de 1.100 vagas nos dois primeiros colégios militares do Acre já para o ano que vem.

Na última semana, o governador Tião Viana assinou a ordem de serviço para as obras de reforma e ampliação das unidades prisionais Antônio Amaro Alves e Evaristo de Moraes, de Rio Branco e Sena Madureira, respectivamente. A medida é parte das ações destinadas à reestruturação do sistema prisional do Acre, com investimentos tanto na estrutura física das unidades quanto em aparelhamento, equipamentos de proteção individual a agentes penitenciários e aquisição de motocicletas para o policiamento militar.

Para estas obras com previsão de conclusão para os próximos cinco meses, o montante de investimentos é superior a R$ 5 milhões, que se soma aos mais de R$ 50 milhões aplicados às melhorias na área da segurança.

Unidades de outras cidades já estão em obras. Por exemplo, a penitenciária de Tarauacá e também a de Senador Guiomard. São inúmeros investimentos para combater o crime organizado no cárcere e ampliar quase duas mil vagas nas unidades prisionais.

Assuntos desta notícia