Grandes desafios e luta pela honra: a força de um homem

Postado em 16/03/2017 23:49:39 Ana Paula Pojo

Há seis anos, Tião Viana – médico, professor universitário, ex-senador da República e pai de família – assumiu pela primeira vez o governo do Acre. Conduzir uma gestão estadual não é tarefa fácil, exige preparação, renúncia, conhecimento, honradez, ética, honestidade e muita disposição para a governança. Componentes que, ao longo dos últimos anos e dos bons resultados alcançados em seu governo, apresentaram-se como principais aspectos de sua gestão.

É a presença efetiva de tais componentes que promovem a preparação de um Acre para as futuras gerações. Mas o alcance desses bons resultados antecede enormes desafios, que só são superados graças à determinação e força de nosso governante.

O Acre e o Brasil puderam constatar a fibra de Tião Viana, quando, em 2014, lutou em defesa de sua honra, ao ser citado pela primeira vez, de maneira injusta, na Operação Lava a Jato, por um daqueles criminosos que são capazes de passar por cima de uma nação inteira para obter vantagens advindas de uma delação.

Foram dois anos de especulações e injúrias nos cenários estadual e nacional que prejudicaram a imagem de Tião Viana, até que 15 ministros do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiram unanimemente, em 2016, pelo arquivamento do inquérito que apurou as supostas irregularidades nunca comprovadas, envolvendo o nome do governador.

A inocência tão afirmada por Tião Viana foi comprovada, ainda que de maneira tardia, quando sua honra e dignidade, como pessoa e homem público, já haviam sido afetadas, causando muita dor a ele e sua família. Esse tipo de acontecimento nos leva a refletir.

Para um cidadão e um ser humano, é justo viver em uma época “tão civilizada” na qual primeiro se condena e depois se age de forma indiferente à pessoa acusada, às suas razões e ao seu direito de defesa? Porque é isso que, infelizmente, está ocorrendo mais uma vez com Tião Viana, ao ser citado pelo réu Marcelo Odebrecht nesta nova fase da Operação Lava a Jato.

Para quem não sabe, a Construtora Odebrecht, uma das mais influentes da América Latina, arrolada pelos crimes de lavagem de dinheiro e corrupção na operação, jamais realizou obra pública no Acre, portanto, nem sequer poderia ter aqui qualquer tipo de interesse escuso ou legal. Tião Viana afirmou em sua nota que nunca se reuniu com o administrador Marcelo Odebrecht ou qualquer outro executivo daquela empresa.

Não bastasse o desafio de governar diante de um dos cenários mais críticos da crise econômica e política brasileira, correr contra o tempo para proteger a população de alagações e de secas, ter que usar a criatividade e o dinamismo para investir em alternativas econômicas, empreender e produzir, ainda se faz necessária a luta pela defesa da honra, cuja condenação antecipada compromete a integridade de um homem honesto e trabalhador.

Ana Paula Pojo é jornalista, formada em Comunicação Social pela UFAC

editorial

Não há como ignorar

 

Não como ignorar ou negar – e o próprio secretário de Segurança Pública admite- que nos últimos dias houve nova investida das famigeradas facções criminosas com vários homicídios tanto na Capital como em algumas cidades do interior, onde até um aluno teria sido morto dentro da sala de aula. Porém, não ...

Leia mais...

clima

Rio Branco - AC
agazetanofacebook