Integração do transporte coletivo

Postado em 14/05/2016 16:36:31

Dia 14/05/2016 é o Dia: de São Matias, Continental do Seguro, de Santa Madalena de Canossa, de Santa Petrolina, do Apóstolo, Aniversário de Assis Brasil/AC, Aniversário de Manoel Urbano/AC, Aniversário de Senador Guiomard/AC.

O transporte coletivo, principalmente nos grandes centros, é tema de debate constante por diversas classes que são direta ou indiretamente envolvidos com o assunto.

Vários são os motivos que envolvem as discussões que acabam em embates entre políticos, técnicos, sindicalistas e governantes. Atualmente, alguns jornalistas estão empunhando bandeira a favor de temas complicados a respeito do serviço oferecido, alegando má qualidade, valor elevado e outros itens inerentes ao sistema em funcionamento.

A integração entre as diversas alternativas de transporte coletivo adotado hoje, não é de fácil solução como defendem algumas pessoas. Não é simplesmente chegar ao final do dia e dividir entre as partes aquilo que foi arrecadado. É preciso levar em consideração o trajeto, tipo de veículo e muitos outros itens que deverão ser apreciados para que se faça a integração correta para que as partes não sejam prejudicadas.

Na cidade de São Paulo, por exemplo, foi criada uma câmara de compensação para a viabilização da integração Metrô x CPTM (Cia de Trens Metropolitanos) e ônibus.

De uma maneira simples e didática, o Benefício Fácil conseguiu demonstrar muito bem a sistemática do funcionamento do Bilhete Único instituído na cidade de São Paulo que reproduzo a seguir:
“No primeiro embarque, partindo do Metrô ou Trem, quando o usuário passar o Cartão Bilhete Único pelos validadores (instalados sobre os bloqueios das estações), serão debitados R$ 2,10. Em seguida, ao utilizar o ônibus, será descontada a diferença de R$ 0,90, complementando, assim, a Tarifa de Integração. O usuário terá direito ainda, no período de duas horas, contando do momento da primeira validação do Bilhete, a fazer mais dois embarques nos ônibus municipais sem custo adicional.

Para o usuário que utiliza inicialmente o Ônibus do Município de São Paulo, ao passar o Cartão Bilhete Único na catraca será descontado o valor de R$ 2,00. Em seguida, ao utilizar o Metrô ou Trem da CPTM, será debitada a diferença no valor de R$ 1,00.

Depois de usar uma vez o ônibus e também uma vez o Metrô ou Trem, o usuário continua com o direito de, sem pagar mais nada, embarcar outras duas vezes em ônibus, considerando sempre o período das duas horas a partir da primeira validação do Bilhete.

Sendo assim é possível fazer até quatro embarques no período de duas horas, sendo um no sistema sobre trilhos (Metrô ou Trem da CPTM) e três em ônibus, dentro da cidade de São Paulo” (Fonte – Benefício Fácil).

Vejam que é um tanto quanto complexo, mesmo tentando, num exercício mental de matemática, chegar a um a lógica de valores e tempo. Muitas horas foram gastas para se encontrar a fórmula desejável para satisfazer os interessados (entenda-se empresários, Estado, município e usuários) nesse complexo sistema chamado de integração.

Pessoas fazem incursões nesse assunto sem a mínima noção da complexidade que a envolve dando a impressão que todos os meios são iguais em tamanho, despesa, consumo e muitos outros itens que fazem parte da planilha para a composição do custo/benefício para que nenhumas das partes sejam prejudicadas.

Com a inauguração de outras linhas do metrô como a amarela, lilás só como exemplo, integrando com as linhas da CPTM (Companhia de Trens Metropolitanos), o trânsito das pessoas ficou mais rápido e intenso. Isto é, facilitou muito a mobilidade principalmente para aqueles que se deslocam de longa distância até o seu destino. A grande maioria faz baldeação do ônibus para o trem e deste para o metrô e vice versa várias vezes durante o seu trajeto e mesmo assim o tempo da viagem ficou reduzido em mais de uma hora para grande parte dos passageiros. Para quem conhece um pouco a cidade de São Paulo, a partir do momento em que o trem começa a se movimentar na estação Luz do metrô até a total parada na estação Pinheiros (marginal pinheiros), são aproximadamente 24 a 25 minutos. Um ganho de tempo significativo para não dizer fantástico. Esse trecho em um ônibus ou automóvel demoraria, no mínimo, uma hora e meia com tempo bom, normal e sem chuva.

* www.naganuma.com.br
mn@naganuma.com.br
Twitter – @mtnaganuma

editorial

Uma boa medida

 

Como este jornal mostrou na edição de domingo, pelo menos, aqui, no Estado, as autoridades de segurança estão tomando medidas para evitar as chacinas que vêm se sucedendo em diversos estados com as disputas entre as famigeradas facções e, ao mesmo tempo, prevenindo e combatendo a criminalidade aqui fora com ...

Leia mais...

clima

Rio Branco - AC
agazetanofacebook