Internautas criticam aumento no valor do estacionamento do shopping; Procon notifica estabelecimento – Jornal A Gazeta

Internautas criticam aumento no valor do estacionamento do shopping; Procon notifica estabelecimento


O reajuste no valor do estacionamento do Via Verde Shopping tem gerado várias reclamações nas redes sociais. Isso porque desde o último sábado, 7, o preço cobrado subiu de R$ 6 para R$ 7 por até quatro horas.

Em pouco tempo o aumento tornou-se um dos assuntos mais comentados pelos internautas rio-branquenses. Muitos fizeram piada da situação e chegaram a brincar dizendo: “achei que era open bar” ou “pensei que estava pagando o couvert artístico”.

Por outro lado, muitas pessoas criticaram fortemente o novo valor, alegando entre outros motivos, as péssimas condições do local. A estudante Evelyn Oliveira, 22 anos, foi pega de surpresa no dia em que ocorreu o aumento. “Fui comprar um presente pra uma amiga, gastei uns R$ 140, e passei 32 minutos dentro do shopping. Quando fui pagar era R$ 7. Como assim?! E você é obrigado a pagar e pronto, se não, não sai”, relatou.

A jovem considera um “absurdo” o shopping cobrar pelo estacionamento que não oferece segurança ou área coberta para todos os veículos. A acessibilidade também foi questionada por Evelyn.

“Infelizmente o shopping é o único local que existe cinema, e é meu passa tempo favorito. Nunca gasto menos que R$ 50. Eu estaciono em vaga especial e elas estão localizadas no meio do estacionamento. Não existe cobertura, não existe rampa. Eu uso muletas, mas pra quem é cadeirante, é péssimo o acesso”.

A servidora pública Léa Santana, 30 anos, também foi pega de surpresa ao fazer o pagamento do ticket do estacionamento. Ela afirma que o aumento poderia ser justificado caso houvesse melhorias no local, o que não ocorreu.

“Observei o local. Não houve melhorias na infraestrutura, não havia reforço na segurança, não tinha aumentado o espaço de estacionar ao invés disso o espaço foi reduzido pela instalação de um circo. E ainda continuo pagando sem qualquer responsabilidade do shopping por qualquer avaria que ocorra ao meu veículo. A conclusão que tive? Aumento surreal pelo serviço prestado”.

Santana questiona a possibilidade de boicotar o serviço já que o shopping é o único local que possui opções de lazer, como o cinema, em Rio Branco. “Esse aumento só me vem à cabeça um motivo: falta de respeito. Falta de respeito para com um povo que sempre foi acolhedor com qualquer forasteiro que vem tentar a vida por essas bandas e que defende a ‘galeria’ [shopping] com unhas e dentes porque, afinal de contas, esse povo daqui é o melhor que existe”.

A falta de cobertura no estacionamento está entre as principais queixas dos consumidores. O analista de sistema Wesley Alves, 28 anos, acredita que o aumento deve beneficiar os usuários com melhorias na infraestrutura.

“Se você for durante o dia, vai andando no sol. Se for num momento de chuva, se molha ou esperar passar. Não que ficar exposto ao sol ou chuva seja coisa de outro mundo, mas se é cobrado um preço elevado em um serviço, tem que ter qualidade”.

Para o estudante Vinícius Charife, 22 anos, o shopping tem o direto de aumentar o valor do estacionamento, porém, ele concorda que o novo preço não condiz com a realidade do serviço prestado. “Se você não está satisfeito é só parar de ir. A pressão precisa ser na melhoria dos serviços, como um espaço coberto, por exemplo”.

Procon notifica shopping

A Diretoria de defesa do Consumidor do Acre (Proncon-Ac) notificou, nesta terça-feira, 10, o Via Verde Shopping. O órgão solicita que o empreendimento apresente documentos que justifiquem o aumento do valor do estacionamento. O prazo para resposta é de cinco dias.

O objetivo é verificar se o reajuste não descumpre as normas do Código de Defesa do Consumidor, configurando prática de abuso contra os clientes. O shopping deverá apresentar planilhas de custos e uma justificativa escrita para comprovar os argumentos do aumento.

Segundo o diretor do Procon-Ac, Diego Rodrigues, caso o estabelecimento não atenda a solicitação no prazo determinado serão aplicadas sanções previstas em lei, como multa e notificações para melhorias. “O consumidor não pode pagar um valor excedente a realidade. Com o reajuste o preço ficou ainda mais inacessível ao consumidor. Consideramos um valor bem elevado”.

Em nota, o Via Verde Shopping afirmou que tem investido na infraestrutura do empreendimento e na modernização do estacionamento. O estabelecimento comercial justificou que o aumento de R$ 1 veio após 15 meses sem reajuste, considerando a inflação e dissídios trabalhistas.

A direção destaca ainda que, desde o fim de março deste ano, existe campanha de isenção no estacionamento durante o horário de almoço.

 

Assuntos desta notícia