Jorge Viana e novo Comandante da PM falam de ação coordenada para combate à violência – Jornal A Gazeta

Jorge Viana e novo Comandante da PM falam de ação coordenada para combate à violência

 

O senador Jorge Viana (PT/AC) esteve reunido na manhã de quarta-feira, 31, com o novo comandante da Polícia Militar, coronel Marcos Kimpara. Jorge Viana, que tem passado o recesso parlamentar no Acre realizando agendas de trabalho, se disse chocado com a onda de violência no Brasil e levou ao coronel sugestões e apoio no combate à violência e ações do crime organizado no estado.

“Eu vim aqui para um encontro de trabalho. Também fiz uma audiência com o governador Tião Viana, que está fazendo de tudo para buscar soluções para o problema da segurança. Mas, aqui com o comandante, eu vim trazer sugestões e, ao mesmo tempo, me pôr à disposição. Já fui governador, enfrentamos momentos difíceis na área de segurança na época e conseguimos vencer. Eu deposito minha confiança de que o Kimpara possa unir e fortalecer a Polícia Militar do Acre, pela capacidade que ele tem. É hora de todos ajudarem, o momento é de extrema dificuldade”, declarou.

Sobre a violência, o senador foi enfático ao mencionar o embrutecimento da sociedade e a crise que o país e o mundo atravessam. Porém, lembrou que no Acre existe outro complicador: “Moramos em uma área de fronteira e isso por si só já é um problemão! Chegando em Brasília vou visitar o ministro da Defesa, a direção da Polícia Federal, direção da Polícia Rodoviária Federal e pedir que eles possam efetivamente dar apoio às polícias locais – civil e militar. Se não tiver uma ação coordenada, nós vamos seguir tendo muita dificuldade para vencer essa onda de violência”, opinou o senador.

Recém empossado comandante da Polícia Militar do Acre, o coronel Kimpara agradeceu a visita e apoio do senador: “É muito importante a visita de um parlamentar com o senador Jorge Viana, pois o legislativo tem uma importância fundamental para nós. Além disso, ele trouxe sua experiência, de quem já foi governador. Por isso suas ideias e sugestões são muito bem aceitas por todos nós da Polícia Militar. Estamos ouvindo muito nosso governador, os ex-comandantes, os parlamentares e todos que podem nos ajudar no difícil embate que temos para melhorar a questão da segurança no nosso estado”.

Urgência para atualização do Código Penal

Durante a conversa, ambos falaram sobre as dificuldades impostas pelo Código Penal Brasileiro, que é da década de 40. “Lá está escrito que para uma pessoa ficar presa 10 anos tem que matar quatro! Quer dizer, é um absurdo. A pena para quem maltrata um cachorro é maior do que para quem maltrata uma criança! E como é que as polícias vão agir?! Vou levar esse assunto novamente para o Senado. O crime organizado não pode vencer essa guerra”, declarou Viana.

Kimpara defendeu a reforma do código. “A polícia do Acre é a segunda do Brasil em número de prisão, ou seja, somos uma das polícias que mais prende no país. Mas nossa legislação é dos anos 40 e a gente precisa, realmente, fazer mudanças nela. Inclusive estaremos, posteriormente, fazendo algumas propostas aos nossos parlamentares que precisam nos ajudar, pois a legislação hoje beneficia o criminoso”.

 Um problema de todos

Jorge Viana ainda ressaltou, durante a conversa, a importância de se compreender a real dimensão do problema e a necessidade da participação de todos na construção da cultura da paz. “Eu acho que enfrentar o crime e a violência é uma responsabilidade de todo mundo. Da sociedade também, que está embrutecida. Há um descrédito nas instituições e isso leva a mais violência. Estive reunido com o governador Tião Viana e ele me garantiu que vai trabalhar com isso. E usar da inteligência das polícias para identificar e capturar os líderes dessas facções, que estejam circulando no nosso estado. É uma coisa que com bom planejamento e todo mundo sendo parte da solução, a gente pode vencer”.

 

Assuntos desta notícia