Leo de Brito garante verba para Mestrado em Direito da Ufac

Postado em 11/01/2017 16:37:51

O Mestrado Interinstitucional em Direito (Minter) da Universidade Federal do Acre (Ufac), em parceria com a Universidade de Brasília (UnB), recebeu repasse de R$ 500 mil, fruto de emenda parlamentar alocada pelo deputado federal Leo de Brito. Toda a verba foi destinada para os encargos de horas-aula dos profissionais contratados e para custos operacionais.

“Essa emenda é muito importante porque já é o segundo Mestrado Interinstitucional da Ufac, o primeiro foi em parceria com a Universidade Federal de Santa Catarina, desta vez com a UnB, o que vem titulando vários professores da Instituição. O próximo passo que queremos dar é trazer um Doutorado Interinstitucional. Estou disposto a alocar emendas para que a Ufac, em um futuro muito próximo, tenha seus cursos de pós-graduação com professores formados no Acre”, afirma Leo de Brito, que também é professor do curso de Direito da Ufac.

De acordo com o Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da Ufac, Josemar Ferreira, o apoio do deputado é de grande valia não apenas para a comunidade acadêmica, mas para o fortalecimento das políticas públicas que envolvem a área do Direito no Acre, uma vez que titula o corpo docente da Universidade e também profissionais de outras áreas do Direito, como juízes e advogados, bem como assessores de importantes órgãos do Estado.

“Graças ao deputado, essa emenda foi fundamental no apoio logístico para a vinda dos professores da UnB para o Acre. Desde o início da nossa gestão, eu e o reitor Minoru Kinpara buscamos apoiar os cursos de pós-graduação. Esse em especial é considerado estratégico no desenvolvimento de ações de formação para futuros programas e parcerias na área do Direito, uma vez que buscou a integração com diferentes órgãos que tratam das questões jurídicas culminando no aprimoramento das políticas públicas do setor”, explicou.

Iniciado em 2015, com 21 alunos matriculados, o mestrado já está em fase final e seus mestrandos estão em processo de elaboração dos projetos de dissertação para posterior defesa. A previsão é que até agosto de 2017 seja concluído o curso, com duração de 24 meses.

editorial

Sem mais condições

 

Um dos primeiros atos ontem do presidente Michel Temer foi a revogação do decreto que assinou na quarta-feira, convocando as Forças Armadas, sob o pretexto de manter a ordem pública, depois dos intensos protestos das centrais sindicais e de outras categorias contra as reformas da Previdência e das leis trabalhistas ...

Leia mais...

clima

Rio Branco - AC
agazetanofacebook