Não desista. Vote!

Postado em 02/10/2016 16:20:42 TIAGO MARTINELLO

Hoje é o grande dia. Eleições. A hora de fazer valer o direito de cidadão e votar pelo futuro melhor que se almeja para a nossa cidade. Mas qual é o verdadeiro propósito disso tudo? Por que votar em meio a um cenário político que emana desconfiança? Como escolher para o depósito da sua confiança entre políticos ligados a partidos escancaradamente atolados em denúncias de sujeira e corrupção? Como não reproduzir nas urnas mais dos mesmos?

É exatamente pela esperança de combater todos esses males mencionados nestas perguntas que existe esse dia. O povo que vota infeliz, elege um futuro de infelicidades ainda maior. Não se vota pelo estado emocional, pelos interesses particulares ou pela simples obrigação de votar. Isso não é um voto consciente, mas sim um desperdício de democracia. Vota-se pela expectativa de uma sociedade melhor, mais digna e bem ocupada em seus espaços políticos.

Não encare esse momento como a oportunidade de dar o troco. Vingança e picuinhas pessoais jamais serão sinônimos de altruísmo em prol de uma causa maior, que é o bem da coletividade. Não se constrói uma cidade mais justa alicerçada neste tipo de princípio. Pense bem nisso antes de apertar as teclas na urna. Esqueça seu egoísmo e sirva a essa causa em prol de todos.

Não trate o seu voto como uma moeda. A miséria que você chora para um político desonesto não vai passar das cifras sujas depositadas na conta dele. As ofertas pelo seu voto podem até parecer boas agora. Como se você estivesse ganhando com tal situação. Só que, a longo prazo, os prejuízos que advirão de um gestor/ parlamentar corrupto serão 10 vezes maior. Você e sua comunidade vão deixar de ganhar muita coisa. Não aceite menos do que lhe devem.
Não vote contra ninguém, mas sim a favor de alguém. O famoso ‘voto do contra’, sem que se tenha a mínima noção de quem está do outro lado angariando o seu voto, nada mais é do que um ciclo vicioso e maldito. O eleitor vota hoje, em quem ele vai ser ‘do contra’ amanhã.

Antes de votar, tente conhecer bem o seu candidato. Não só a figura pública. O personagem que ele edita pra você ver. Mas sim os ideais, as propostas. Veja se ele é afiado com aquilo que você acredita e defende. Conheça o conjunto completo, pois depois não tem mais volta.

Por fim, vote. Não se abstenha de exercer esta que é a sua única arma contra o que há de errado neste nosso sistema. Mesmo que tudo jogue contra, vá às urnas com a certeza de que, sim, seu voto vai fazer a diferença. E saía da cabine com nada além da sensação de dever cumprido.

A representatividade parlamentar é um dos pilares que sustenta a ilusão da democracia no Brasil. Há quem tenha suas descrenças e até desista da política por todo o histórico de coisas ruins que se perpetuam nela. Só que o caminho da apatia não leva a outro destino senão o do cego consentimento que damos ao modelo de sociedade que está diante de nós.

editorial

Melhor assim

 

Apesar da crise econômica, política e institucional, os brasileiros, cada um a seu modo, cessam suas atividades nos próximos dias por conta do Carnaval e não há nada de errado nisso, desde que prevaleça o bom senso para evitar qualquer tipo de exagero, sobretudo, a violência. No caso aqui do Acre, ...

Leia mais...

clima

Rio Branco - AC
agazetanofacebook