Não passarão

Postado em 03/04/2017 23:23:04 BRENNA AMÂNCIO

Estamos no século XXI. Nesse mundo, não deve haver mais espaço para o preconceito, para a discriminação, para o racismo. Nesse mundo, pessoas escrotas não vão ter domínio. Os tempos são outros.

Para que isso seja algo enraizado nos quatro cantos do mundo é preciso lutar, porque antes de alcançar o respeito coletivo predominante ainda iremos travar muitos conflitos necessários.

Com tristeza, vi um vídeo ofensivo e carregado de preconceito se espalhar na internet. Um delegado da Polícia Civil do Acre foi filmado dizendo que pessoas com Síndrome de Down são ETs. Disse ainda que o cruzamento de macacas com ETs gerou pessoas com Down.

Não, você não entendeu errado. Esse delegado disse exatamente isso em um tom de quem parecia estar se divertindo. Quem filmava também ria muito, apesar de não aparecer em nenhum momento nas imagens.

Meu coração ficou apertado imaginando mães, pais, as famílias de pessoas com a síndrome assistindo a algo assim. Como elas se sentiram? Como não chorar com tamanha crueldade e ignorância?

Luta-se tanto todos os dias para conquistar a inclusão social. Luta-se por um mundo melhor para todas as pessoas, todas. E, quando chegamos a pensar que estamos no caminho certo, pessoas como o tal delegado são como um verdadeiro tijolo lançado na nossa cabeça.

A situação nos faz refletir sobre quem está no nosso convívio, sobre quem está ocupando cargos importantes. Não conhecemos mesmo o que se passa na mente e no coração dos outros.

O Sistema Integrado de Segurança Pública (Sisp) divulgou uma nota repudiando as declarações feitas pelo delegado. O órgão disse que se solidariza com as pessoas ofendidas.

O grupo Família Down no Acre quer que o delegado peça desculpas. O vídeo foi filmado dentro da delegacia. O grupo diz que vai mover uma ação por danos morais, caso não haja retratação.

Infelizmente, ainda existem muitas pessoas que pensam como o delegado e, pior, muitas pessoas como o tal jovem ainda anônimo que filmou e estava se divertindo muito com as colocações.

Todos os participantes da ação estão devendo pedido de desculpas. Não só o delegado, mas também quem filmou e quem divulgou.
O mundo não vai mais engolir tanto preconceito fantasiado em tom de brincadeira.

editorial

Inovar é preciso

 

Além da exposição dos produtos pelos diversos segmentos da economia estadual, é recomendável também que os visitantes da Expoacre reservem algum tempo para passar pelos estandes das varias entidades público-privadas que estão apresentando boas novidades em suas respetivas atividades. Entre outras, pode-se citar o Senai, o Sebrae, a Embrapa, a Ufac, ...

Leia mais...

clima

Rio Branco - AC
agazetanofacebook