O espólio do cárcere – Jornal A Gazeta

O espólio do cárcere

Lula não é mais um candidato viável do ponto de vista eleitoral e dificilmente sairá da prisão em breve.
A reação da militância foi muito frágil e criou-se um clima de que a prisão consumou para permanecer. Dificilmente mudará qualquer coisa na quarta. Lula seguirá preso.
Ao PT seria lúcido já debater o espólio de Lula. E isso já vem fazendo.
Aí fica uma dúvida:
Seria interessante a Lula, do cárcere, desistir da candidatura para apoiar alguém já agora?
Não. Não seria. Do ponto de vista eleitoral o melhor é Lula insistir.
Vejamos. Se ele desistir agora para apoiar alguém, esse apoio chegará diluído em 7 de outubro.
Por outro lado, a lei permite a substituição de candidatos a poucos dias do pleito.
Diante disso, ele deve se inscrever e esperar o indeferimento do pedido. Com o indeferimento, em pleno pleito, o partido poderá substituir. Tal nome seria uma espécie de dublê do Lula.
Feito assim, Lula jogaria esse nome no segundo turno?
Talvez, porque tudo o que existe abaixo de Lula está no mesmo patamar eleitoral. Diante disso, o candidato que o substituirá entrará facilmente nesse grupo. Seria sim muito competitivo e com boas chances de ir ao segundo turno.
Pois é, mas se Lula desistir agora seu apoio será diluído. Até Bolsonaro captaria votos.

 

*Edinei Muniz é professor e advogado.

“O candidato que o substituirá entrará facilmente nesse grupo. Seria sim muito competitivo e com boas chances de ir ao segundo turno”

Assuntos desta notícia