Os dons da estrela – Jornal A Gazeta

Os dons da estrela

Ah, que falta Elis Regina faz! Qualquer um que tenha tido a oportunidade de apreciar a música popular brasileira dos anos 60 e 70 não deixa de sentir cada vez mais saudades.

Não bastasse o excepcional talento vocal de Elis, também detentora de concepção harmônica extremamente apurada, sua agilidade cognitiva era invulgar.

Em família, consta que a estrela exercia funções caseiras: punha os filhos pra dormir, era organizadíssima, lavava louça e cozinhava. Muito bem.

Do repertório doméstico, é sua filha Maria Rita quem conta que, certa vez, Elis ofereceu, a amigos, um almoço. Cozinhar e receber estavam entre seus programas preferidos.

À mesa, os convidados aprovaram o resultado e um amigo elogiou os dotes culinários da dona da casa, afirmando que aquele era o melhor peixe que havia comido. Elis, bem humorada, disparou:

– É porque você ainda não me viu cantando.

Assuntos desta notícia