Para evitar o pior – Jornal A Gazeta

Para evitar o pior

Notícias vindas de Rondônia dão conta que devido às fortes chuvas que estão ocorrendo em rios da Bolívia, o Rio Madeira já está inundando alguns bairros em Porto Velho e alguns observadores alertam que a continuar subindo as águas poderão interditar a BR-364, isolando por via terrestre o Acre.
Embora, ainda seja cedo para consumar essa previsão, o fato serve de alerta para as autoridades do Acre e, por extensão de Rondônia, tomarem as devidas providências para evitar o pior.
Como se recorda, o Acre já passou por esta situação em 2014, quando se deu o isolamento total da BR-364, causando sérios prejuízos no transporte e no abastecimento de gêneros de primeira necessidade, como combustíveis e até alimentos. E a situação só não foi pior, porque o Governo do Estado montou um esquema corajoso e eficiente, evitando o colapso total.
E agora seria pior ainda, caso se confirme essa previsão, considerando que do atual Governo Federal, moribundo, pouco ou nada se pode esperar, diante da total falta de sensibilidade e compromisso com os estados e municípios, dos quais, mês após mês, vem reduzindo até os repasses que teria obrigação constitucional de fazê-los.
Mesmo assim, é preciso cobrar providências de órgãos como o Dnit, responsável pelo tráfego e manutenção dessa rodovia.

Assuntos desta notícia