Política Local 11/01/2017

Postado em 10/01/2017 22:59:04

“Se o desonesto soubesse a vantagem de ser honesto, ele seria honesto ao menos por desonestidade”.

(Sócrates)

Acredite se quiser!
O senador Renan Calheiros (PMDB/AL) está exigindo do presidente Michel Temer (seu correligionário) um Ministério. De preferência o da Justiça. Ele deixa a presidência do Senado no dia 1º de fevereiro.

Réu no Supremo
Além de ser réu no STF, o provável futuro ministro da Justiça do Brasil está de corpo, alma e espírito envolvido em corrupção. A Lava Jato vem pra cima dele esse ano.

Não é de duvidar
Para quem não cumpre ordem judicial e desafia o STF não é de se duvidar que Renan Calheiros seja mesmo nomeado ministro da Justiça. Será a bancarrota.

Corações palpitando
Com o fim do recesso parlamentar e judiciário, a partir de fevereiro, a Operação Lava Jato entra em sua fase mais crítica, mais aguda. Chegou ao Congresso Nacional.

O gargalo dos prefeitos
A maior dificuldade enfrentada hoje pelos novos prefeitos é o limite da folha de pagamento estourado. Diminuir cargos em comissão, demitir e até anular concursos estão sendo avaliados.

Não quer conversa
Pessoa próxima ao prefeito de Epitaciolândia, Tião Flores (PSB), afirma que ele não quer conversa com o governo. Nem o governo com ele.

Fará oposição
A direção do PT em Epitaciolândia decidiu que será oposição ao prefeito Tião Flores. “Ele escolheu levar para o palanque toda a oposição”, disse cardeal petista em Rio Branco.

Escolha outro ramo
Quem não quer ser questionado, criticado ou ter a vida privada invadida não entre para a política. Faz parte do jogo. Tem o bônus, mas também o ônus.

Pendurado no Gladson
A oposição está toda pendurada no senador Gladson Cameli (PP) para 2018. Não sendo candidato a governador haverá uma diáspora.

Deve ser preservada
A delegada Carla Brito, que disputou a eleição para prefeita em Cruzeiro do Sul com excelente desempenho, deverá ser preservada para 2020. Corre o risco de ser fritada em 2018.

Não repetir o erro
A intenção da FPA é não repetir o erro feito com o professor Marcelo Siqueira (PT). Nunca deveria ter saído candidato a deputado estadual.

O Acre na ponta
Instituições e agências internacionais veem no Acre um modelo de desenvolvimento sustentável e de baixa emissão de carbono. O ódio impede que alguns políticos locais enxerguem essa realidade.

Não perdoa
As pessoas costumam perdoar um erro quando o pedido de desculpas é sincero. Entretanto, não costumam perdoar o sucesso, principalmente se for no campo político.

Veio para o centro
A questão é muito simples: o resultado da eleição do prefeito Marcus Alexandre o colocou no centro do debate para governador em 2018.

Quer caviar
Médico em Feijó, Rosaldo Aguiar, o Dr. Babá, postou nas redes sociais o cardápio do jantar na sua noite de plantão no hospital: macaxeira cozida com ovos frito. Comida de seringueiro, de colono não é para médico.

Contaminado
O artigo “Violência, crimes e criminosos”, do ex-deputado Marcio Bittar (PSDB), começa bem, mas termina comprometido pela visão partidária anacrônica. Focada só no PT. Para quem quer ser senador, deve ampliar os horizontes.

Já dizia FHC
Em sua primeira entrevista como ex-presidente, o sociólogo Fernando Henrique, disse que uma de suas frustrações era saber que a violência no Brasil e na América Latina iria explodir com o crescimento do crime organizado, tráfico de armas e drogas. Ele nada pode fazer para impedir.

Agenda positiva
O deputado federal Moisés Diniz (PC do B) esteve ontem com a governadora em exercício, Nazaré Araújo. Acompanhado de dirigentes do BB e Correiros, ele reivindicou a manutenção das agências do bairro Estação Experimental.

#partiumoisés
Moisés Diniz também partiu para o município de Tarauacá de ônibus. Saiu às 18 horas para chegar às seis da manhã. Como ele mesmo diz: “Sentir o drama”.

Volta ao mundo
O fim do mandato pode ser o começo de uma tremenda dor de cabeça para os ex-gestores. O MPE deflagrou em Xapuri a operação Volta ao Mundo para investigar suposto desvio de combustíveis.

editorial

Tudo a ver

 

Brasília deve ter hoje mais um dia movimentado, nervoso, com as centrais sindicais cercando o Congresso Nacional para protestar e exigir o fim das reformas da Previdência Social e das leis trabalhistas que estão em tramitação na Câmara Federal. Mesmo assim, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, adiantou que dará prosseguimento ...

Leia mais...

clima

Rio Branco - AC
agazetanofacebook