Procura por passagens aéreas aumenta cerca de 40% durante final de ano – Jornal A Gazeta

Procura por passagens aéreas aumenta cerca de 40% durante final de ano

No final do ano, as viagens a passeio ou para visitas familiares movimenta a economia no mundo. A procura por passagens aéreas aumenta cerca de 40% no estado, segundo as agências de viagens.

Apesar de ser um bom período para viajar e aproveitar as festas de fim de ano, a compra de passagens em cima da hora pode pesar no bolso do consumidor.

Uma pesquisa feita pela agência online de viagens ViajaNet aponta que a passagem aérea adquirida com antecedência pode ter uma economia de até 62%. Porém, apenas 24% dos consumidores planejam suas viagens com um mês de antecedência. Aqueles que se organizam com até 60 dias correspondem a apenas 14%.

No Acre, a situação é ainda mais delicada já que somente duas companhias aéreas oferecem voos. “Para quem deixa pra última hora cria uma dificuldade, apesar da grande busca. Aqui, as vagas esgotam antecipadamente por que aqueles que se organizam durante o ano conseguem comprar com um valor mais acessível”, explicou o proprietário de uma agência de viagem, Thiago Higino.

Segundo Higino, os destinos mais procurados neste período são: Rio de Janeiro, Fortaleza e Florianópolis. Outras opções economicamente mais acessíveis são lugares próximos, como Peru, Lima, Rondônia, entre outros.

“Quando você vê o valor final de um pacote com translado, hotel, café da manhã, guia, city tour, acaba se tornando um valor mais em conta do que um bilhete aéreo ida e volta para qualquer lugar do Brasil. Nós procuramos oferecer pacotes que são uma opção para aquelas pessoas que não tem condições de pagar o bilhete em cima da hora”.

A dica para quem quer viajar no Carnaval, Semana Santa ou durante feriados prolongados, é comprar a passagem com antecedência. “A compra antecipada gera uma economia significativa. Com isso, você consegue organizar o período, hotel, e também se organizar financeiramente para fazer passeios”.

Pensando em economizar, a advogada Yasmim Aguiar, 22 anos, planejou a viagem de fim de ano a cinco meses. Ela e o noivo vão viajar, pela primeira vez, com a família para curtir o Natal e Réveillon fora do estado.

Aguiar garante que valeu a pena planejar a viagem com antecedência. “Compramos as passagens em agosto por que é bem caro esse período e conseguimos comprar com um preço bacana, usando milhas e uma taxa em dinheiro. Compramos com saída de Porto Velho por que saindo de Rio Branco era bem amis caro”.

Vale lembrar que em junho deste ano, quando as companhias passaram a cobrar para despachar a bagagem, o preço das passagens aéreas aumentou, contrariando as expectativas de redução. De acordo com o Instituto Brasileiro de geografia e Estatísticas (IBGE), entre julho a setembro, o bilhetes ficaram 9,37% mais caros.

Redução de gastos para viajar

Segundo um levantamento feito pela Booking.com, para 74% dos viajantes brasileiros, a questão financeira desempenha um papel fundamental na hora de escolher um destino para as férias e planejar uma viagem. Além disso, 60% dos entrevistados concordam que uma ótima viagem é possível mesmo com um orçamento pequeno.

O estudo aponta ainda que, 20% preferiria receber de seu empregador mais tempo para férias do que um aumento salarial, outros 32% disseram reduzir despesas para priorizar viagens.

No que diz respeito à frequência mais adequada para as viagens de lazer e seus custos, 38% dos viajantes brasileiros prefeririam fazer várias viagens de valor acessível a fazer uma única grande e cara, enquanto 34% preferem viajar com menos frequência, para poderem gastar mais quando escolhem um destino.

Assuntos desta notícia