Recomeçar – Jornal A Gazeta

Recomeçar

Toda mudança assusta, dá calafrios e desperta aquele sentimento que, por muitas vezes, achávamos que não tínhamos: o medo do futuro. Recomeçar do zero e fazer novos planos, com novas pessoas, em novos lugares, às vezes é assustador.
Muitas vezes as lágrimas insistem em cair de mansinho. Mas em seguida é preciso levantar a cabeça e recomeçar. Não é feio deixar um emprego que sugava suas energias e seu tempo. Não é feio abandonar amizades que só tem jogavam pra baixo. Terminar um relacionamento sem futuro não vai ter fazer menos mulher ou homem.
O medo de recomeçar assusta, mas não pode te fazer desistir. É preciso dar uma chance a si mesmo e acreditar de novo. Se sofreu muito, foi aprendizado. Chorou rios de lágrimas? Foi pra lavar a alma. Se ficou com raiva de alguém foi pra ter a oportunidade de perdoar.
Muitas vezes nos sentimos só mesmo quando estamos rodeado de pessoas. Chegamos a pensar que tudo estava perdido e que as coisas nunca iriam melhorar, e é aí que nos enganamos. Na verdade, quando achamos que chegamos ao fundo do poço é que as coisas começam a melhorar, marcando início de um novo ciclo.
Hoje é um bom dia para começar novos desafios, aliás todo dia é dia de recomeçar e reaprender. É hora de fazer uma faxina mental e começar a sonhar grande, sonhar alto. E querer, sim, o melhor do melhor. Se pensarmos pequeno, coisas pequenas teremos, por isso é hora de jogar fora tudo que te prende ao passado.
Jogue tudo fora, mas, principalmente esvazie seu coração. Chegou o momento de viver novas histórias, novas amizades, novos amores. O texto parece de autoajuda, mas é indispensável nessa época em que vivemos, com pessoas rancorosas e desacreditadas no amor. Somos sempre capazes de amar, muitas e muitas vezes.

 

“Se pensarmos pequeno, coisas pequenas teremos, por isso é hora de jogar fora tudo que te prende ao passado”

Assuntos desta notícia