Segurança Pública articula transferência de presos e aquisição de bloqueador de celulares

Postado em 10/01/2017 17:14:45 Agência Acre

Em reunião nesta terça-feira, 10, com membros do Sistema Integrado de Segurança Pública (Sisp), a governadora em exercício Nazareth Araújo tratou ações pontuais tomadas pelo Governo do Estado – com apoio do Governo Federal – para o reforço da segurança no Acre.

Entre as principais medidas, está a transferência de 15 presos líderes de facções para o presídio federal de Mossoró/RN até o fim da semana.

O governo também está em processo de licitação para a aquisição de um bloqueador de sinal telefônico móvel para instalação no complexo prisional Francisco d’ Oliveira Conde (FOC), sendo essa a segunda licitação, já que na primeira não houve procura das empresas.

“Nós realizamos o pedido de transferência de presos há cerca de cinco meses e só agora tivemos uma resposta do Ministério da Justiça por intervir junto a vagas em Mossoró. E se essa segunda licitação do bloqueador der deserta, poderemos então adquirir o equipamento de forma direta”, conta o secretário de Segurança Pública, Emylson Farias.

O Acre também foi autorizado a utilizar a maior parte dos R$ 44 milhões que irá receber por intermédio do Fundo Penitenciário Nacional para a reforma e ampliação dos presídios já existentes no Estado, ao invés da criação de um novo, o que torna mais rápida a forma de ampliar o número de vagas . O recurso também será usado para a aquisição de equipamentos como tornozeleiras eletrônicas.

A governadora Nazareth Araújo também solicitou que a Defensoria Pública Estadual (DPE) realize uma força-tarefa junto aos presídios para a revisão das execuções penais.

Ela lembrou que o Estado está no processo de contratação de mais 200 agentes socioeducativos e publicará os editais para abertura de 500 novas vagas para policiais civis e militares.

“Precisamos agir de forma direta e não permitir que a burocracia nos impeça de tomar todas as ações mais enérgicas necessárias neste momento”, disse a governadora.

editorial

E o país parou

 

Como era previsto, o país parou ontem por conta da greve geral de trabalhadores de todas as categorias em protesto contra as reformas da lei trabalhista e da Previdência Social propostas pelo Governo e em tramitação no Congresso Nacional. Como já se comentou, é impressionante como este Governo e seus aliados ...

Leia mais...

clima

Rio Branco - AC
agazetanofacebook