Segurança pública capacita policiais bolivianos e peruanos no combate a crimes de fronteira – Jornal A Gazeta

Segurança pública capacita policiais bolivianos e peruanos no combate a crimes de fronteira

Segurança pública do Acre capacita policiais bolivianos, peruanos, brasileiros e homens do Exército brasileiro para atuação no combate aos crimes transfronteiriços. O Corso Operacional de Policiamento de Fronteira teve início esta semana e têm duração de 10 dias.

As aulas ocorrem no Centro de Educação Permanente (Cedup), em Brasileia, e são ministradas pela Polícia Militar, tendo como instrutores o coronel Glayson Dantas e o subcomandante do Batalhão de Operações Especiais (Bope), Assis Martins Santos.

O corso Operacional de Policiamento de Fronteira visa preparar policiais brasileiros, bolivianos e peruanos para investigar e combater os crimes em regiões de fronteira, além de outros crimes como sequestros.

“A grande preocupação é estarem nivelados para coibir as ações do crime organizado que age em ambos os países, com práticas de assaltos, tráfico de drogas e assassinatos”, explicou o secretário de Segurança Pública Emylson Farias.

Farias ressalta ainda que para o crime não existe fronteira, pois as facções que hoje aterrorizam o Acre são as mesmas que se instalaram nos demais países da América do Sul e que precisam serem combatidas de maneira conjunta pelas forças policias nos países vizinhos.

 

Assuntos desta notícia