SGA elimina três candidatos supostamente privilegiados no concurso da Polícia Civil

Postado em 19/05/2017 16:58:41 BRUNA MELLO

 Após o Ministério Público do Acre (MP/AC) começar a investigar supostas irregularidades no concurso da Polícia Civil, a Secretaria de Gestão Administrativa do Acre (SGA) decidiu eliminar os três candidatos que supostamente teriam sido privilegiados pela comissão organizadora do certame. A decisão foi publicada na edição do Diário Oficial do Estado (DOE) de quinta-feira, 18.

Os três candidatos vindos do Nordeste deveriam realizar a prova em Cruzeiro do Sul, mas devido às condições meteorológicas, que impediram de chegar até o município, ficaram em Rio Branco. Impossibilitados de fazer a prova no Juruá, os candidatos, supostamente, pediram autorização para fazer a prova na capital, o que teria sido permitido.

Segundo o órgão, todos os prazos do concurso serão obedecidos até que alguma ordem judicial determine a suspensão. A decisão foi da comissão do certame que utilizou o próprio edital para justificar a exclusão dos candidatos.

Na publicação constam os nomes, cargos e número de inscrição em ordem alfabética dos candidatos excluídos. Um deles concorria à vaga de agente de Polícia Civil, e os outros para o cargo de delegado.

De acordo com o edital, as provas deveriam ser realizadas em horário e local indicados nas publicações oficiais. “Não haverá, sob pretexto algum, segunda chamada, nem justificação de falta, sendo considerado eliminado do Concurso Público o candidato que faltar às fases. Não haverá aplicação de prova fora do horário, data e locais pré- determinados”.

Na última segunda-feira, 15, o Instituto Brasileiro de Apoio e Desenvolvimento Executivo (Ibade), banca responsável pelo concurso, afirmou que não houve irregularidade ao realocar os candidatos.

“O voo que sairia de Rio Branco para Cruzeiro do Sul foi cancelado por más condições meteorológicas (…) os candidatos não poderiam ser prejudicados, e foi solicitado que (…) incluíssem todos que aparecessem com a declaração da companhia aérea e do comprovante de pagamento da passagem, respeitando assim, o edital do certame”, diz trecho da nota divulgada pelo instituto.

Mais de 13 mil pessoas se inscreveram no concurso. No total, são oferecidas 250 vagas, sendo 176 para o cargo de agente de Polícia Civil, 20 para auxiliar de necropsia, 18 para delegado e outras 36 para escrivão. Todos os cargos são para nível superior. As provas foram aplicadas nos municípios de Brasiléia, Cruzeiro do Sul, Rio Branco, Sena Madureira e Tarauacá.

 

 

editorial

Salvando vidas

 

Que o sistema público de saúde no Acre tem ainda suas deficiências não se pode negar. Porém, não se pode negar também que o Estado tem alcançado índices de excelência em alguns procedimentos importantes, que tem salvado muitas vidas, como os de transplantes de órgãos. Como se divulgou ontem, o Acre ...

Leia mais...

clima

Rio Branco - AC
agazetanofacebook