Trabalhando e produzindo – Jornal A Gazeta

Trabalhando e produzindo

Ações desenvolvidas nos últimos anos têm causado transformações positivas no setor agrícola do Acre, onde se constatou um aumento de 63% na produção da cafeicultura e em outras cadeias produtivas.
A primeira impressão que suscita esta afirmação é de se trata de uma peça publicitária do Governo do Estado, mas não é. Esta constatação consta de uma pesquisa do IBGE, que registrou um aumento de 63% na produção do café no Estado e em várias cadeias produtivas que estão sendo desenvolvidas, o que atesta o acerto da política agrícola que vem sendo implementada pelo Governo.
A pesquisa do IBGE se restringe a números obtidos na cafeicultura, mas outros setores como a piscicultura, a suinocultura, a avicultura e alguns produtos agroflorestais os resultados foram ainda melhores.
Ainda na semana passada, uma agricultora de Brasiléia, durante uma reunião com a presença do governador Tião Viana, revelava que com a produção de porcos obtém uma renda de R$ 20 mil a cada três meses, produz peixe, sem deixar sua atividade de professora e outros afazeres.
São dados positivos que mostram que, apesar da crise econômica e institucional, o Acre está produzindo e beneficiando, sobretudo, pequenos e médios produtores rurais que, dificilmente, obteriam essa renda tivessem migrado para a cidade.
São dados também que devem ser devidamente levados em conta pelos candidatos durante a campanha. Ao contrário do que alguns propagam, temmuita gente trabalhando e produzindo e devem ser respeitados.

Assuntos desta notícia