Tudo contaminado

Postado em 09/05/2017 23:33:50

A rigor, em um país civilizado, democrático, o fato poderia até suscitar alguma atenção, mas não tamanha polêmica e beligerância como deve acontecer hoje com o depoimento do ex-presidente Lula ao juiz Sérgio Moro, em Curitiba, que preside a controversa Operação Lava Jato.

Tudo por conta da contaminação política e partidária com que os operadores da operação, procuradores da Justiça, delegados federais e o próprio magistrado vêm conduzindo o processo de forma seletiva, colocando em questão o próprio trabalho que fizeram ao desmontar o esquema de corrupção que grassava na Petrobras.

Contudo, com objetivos claramente políticos e partidários, querem a todo custo inviabilizar a provável candidatura do ex-presidente Lula em 2018, sem apresentar provas reais, limitando-se à compra de um “pedalinho” em um sítio ou de um apartamento que em momento algum pertenceu à família do ex-presidente. E por último, por força de ameaças e sabe-se lá mais o que, tortura psicológica, talvez, apelaram para as famigeradas delações premiadas de alguns corruptos presos.

Como tudo na concepção estrábica desses personagens é “organização criminosa”, como qualificar também essa afronta aos mais elementares princípios do Estado Democrático de Direito e da Justiça?

editorial

Não há como ignorar

 

Não como ignorar ou negar – e o próprio secretário de Segurança Pública admite- que nos últimos dias houve nova investida das famigeradas facções criminosas com vários homicídios tanto na Capital como em algumas cidades do interior, onde até um aluno teria sido morto dentro da sala de aula. Porém, não ...

Leia mais...

clima

Rio Branco - AC
agazetanofacebook