Você realmente têm amigos? – Jornal A Gazeta

Você realmente têm amigos?

Olá, tudo bem? Como vai você?
Diga-me uma coisa, por favor: Você realmente têm amigos?
Este é um tema que vem me chamando muita atenção, pelo fato das redes sociais estarem promovendo sonhos falsos, ideias contraditórias a cerca do que é de fato ‘Um amigo’. É ‘migo’ pra lá, ‘miga’ pra cá. Pessoas que você nem sequer conhece, e que nem tão pouco conhece você, pede para ser adicionada e aí já se tornam amigos. Interessante é o prazer que existe ao afirmar, tenho dois mil, cinco mil amigos! Fico estarrecida, assustada, observando que as pessoas não conseguem se dar conta que isso não passa de uma falsa impressão, de um mundo enganosamente maravilhoso, ilusório e perigoso.
Isso me faz lembrar de uma citação de Aristóteles, que em sua sabedoria expressou com tanta convicção ” Ter muitos amigos é não ter nenhum”. Pois bem, devo te confessar que eu começaria a ter mais cuidado, cautela, mais prudência ao acreditar que através das redes sociais você realmente têm ‘amigos’.
Fico bastante reflexiva quando dou uma voltinha pelo facebook, vejo cobras engolindo cobras, soltando seus venenos através de indiretas desumanas, desrespeitosas e desprezíveis. Percebo a falta de educação, de boas maneiras, de cordialidade e gentilezas. Não posso deixar de mencionar a grande falta de ética entre pessoas que se dizem profissionais. Colegas atacando colegas, caluniando, mentindo descaradamente, e sem o menor pudor instigando ódios e perseguição entre as pessoas contra os seu próprios colegas. Quanta falta de profissionalismo! A ausência da postura profissional é gritante! Uma verdadeira aberração! Observo também pessoas fragilizadas, carentes de atenção, fazendo questão de expressar o que está sentindo. Mal sabe ele que muitas serão as interpretações dadas, e que servirão inclusive de zombaria, pois esses que estão lá como seus amigos, não estão nem um pouco interessados pela sua dor, demonstrarão hipocritamente que se importam com você para pousar de boa pessoa. E você ingenuamente o agradecerá por isso.
Para entendermos melhor a seriedade desta temática, quero lembrar a você, caro leitor, que amigo é alguém que verdadeiramente ama, apoia, dá atenção, que ampara. E nesta amizade existe reciprocidade, é uma relação de via dupla, ou seja, se eu dou carinho, receberei carinho, isto é amizade. Mas infelizmente as redes sociais trata o amigo de forma banal. Quantas pessoas bem intencionadas ficam sem respostas aos sentimentos expressos, tendo seu carinho desconsiderado. Quantos nem sequer fazem questão de te dar os PARABÉNS pelo seu aniversário. Não podemos esquecer daqueles que pousam uma falsa felicidade pessoal, familiar, profissional, mentindo para si mesmo e para os outros que ficam deprimidos com a felicidade que você apresenta. Ufa! É hipocrisia demais!!!
Você realmente têm amigos verdadeiros? Quantas vezes abrimos a porta de nossa casa, oferecemos o nosso melhor, sentam-se ao redor de nossa mesa, juntam-se a nossa família e em seguida retribuem com traição, armando ciladas pois sabem bem de você. Quantos pousam de amigos para te prejudicarem, roubar sua paz, sua união, sua alegria e felicidade. Infelizmente a ambição, o egoísmo e a inveja cresce assustadoramente, então, cautela é necessária na escolha de um amigo.
Não abra sua casa e nem a sua vida para qualquer pessoa. A verdadeira amizade precisa de tempo para ser demonstrada e percebida. Encontrar um amigo, é o mesmo que encontrar uma joia, e nós não encontramos joias tão facilmente, e nem em qualquer lugar.
O livro bíblico de Eclesiastes 6: 14-17 descreve para nós também o verdadeiro amigo quando diz: ” Um amigo fiel é uma poderosa proteção: quem o achou, descobriu um tesouro. Nada é comparável a um amigo fiel, o ouro e a prata não merecem ser postos em paralelo com a sinceridade de sua fé. Um amigo fiel é um remédio de vida e imortalidade; quem teme ao Senhor, achará esse amigo…
Há alguns meses dei um tempo do facebook para descansar, refletir, analisar. Breve estarei retornando acredito que mais cautelosamente e fazendo uma limpeza geral, tirando a sujeira que encontrar, sendo mais e mais seletiva, protegendo-me da falta de caráter, educação e ética. Como profissional, vejo as redes sociais como vitrine para apresentar os nossos trabalhos de forma respeitosa, além do que, é importante está por dentro do que vem acontecendo no cenário mundial, as notícias se verdadeiras, são importantes, vale a pena. vejo-a também, como uma forma de contribuir através de reflexões positivas e construtivas, para uma sociedade mais humana. No entanto, devo afirmar que estou ciente de que terei seguidores e não amigos.
Verdadeiros e leais amigos eu já os tenho, são poucos, porém, belos tesouros.
O cantor Roberto Carlos a qual sou fã, canta em uma de suas canções: Eu quero ter um milhão de amigos… lamentável e perigosamente o facebook proporciona isso.
Mas sinceramente, eu não quero! Contento-me com os que tenho e sempre estiveram ao meu lado nos bons e maus momentos. Com aqueles que me protegeram, apoiaram, defenderam, que me amam e que eu amo, protegi, apoiei e defendi naturalmente, sem nada pedir em troca, a não ser a mais honesta e sincera amizade.
Então, você tem um verdadeiro amigo? Se tem, preze-o, se perceber a partir de hoje que aquele que está ao seu lado não é realmente amigo, a escolha é sua em querer continuar se enganando. Quanto aos tais ‘amigos’ das redes sociais, acorde! Eles não são seus amigos, e sim, seguidores. Eu também não tenho dúvida que em meio a tantas pedras, você pode encontrar uma joia rara e preciosa, um verdadeiro amigo.
Um grande abraço!
Fica com Deus.

* Claudia Correia de Melo é terapeuta de adolescentes, individual e de casal. Escritora. Palestrante. Faz atendimento online para você e sua família. Skype: claudiacorreiamt / (68) 99920-0371.

Assuntos desta notícia